Um olhar sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros
(38) 3229-9800
 
Conheça-nos
Principal
Mural
Eu te procuro
Clamor & Broncas
Músicas de M. Claros
Hoje na história
 de M. Claros
Montes Claros
 era assim...
História
Memorial de
 João Chaves
Memorial de
 Fialho Pacheco
Reportagens
Concursos
Colunistas Convidados
Notícias por e-mail
Notícias no seu site
Fale conosco
 
Anuncie na 98 FM
Ouça e veja a 98 FM
Conheça a 98 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 98
Previsão do tempo
 
Anuncie na 93 FM
Ouça a 93 FM
Peça sua música
Fale com a Rádio
Seja repórter da 93
Publicidade
 
Wanderlino Arruda
Alberto Sena
Augusto Vieira
Avay Miranda
Carmen Netto
Dário Cotrim
Davidson Caldeira
Efemérides - Nelson Vianna
Enoque Alves
Flavio Pinto
Genival Tourinho
Gustavo Mameluque
Haroldo Lívio
Haroldo Santos
Haroldo Tourinho Filho
Hoje em Dia
Iara Tribuzzi
Isaías
Isaias Caldeira
João Carlos Sobreira
Jorge Silveira
José Ponciano Neto
José Prates
Luiz de Paula
Luiz Ortiga
Manoel Hygino
Marcelo Eduardo Freitas
Marden Carvalho
Maria Ribeiro Pires
Mário Genival Tourinho
Oswaldo Antunes
Paulo Braga
Paulo Narciso
Petronio Braz
Raphael Reys
Raquel Chaves
Roberto Elísio
Ruth Tupinambá
Ruth Tupinambá Graça
Saulo
Ucho Ribeiro
Virginia de Paula
Waldyr Senna
Walter Abreu
Wanderlino Arruda
Web - Chorografia
Web Outros
Yvonne Silveira
 
Atuais
Panorâmicas
Antigas
Pinturas
Catopês
Obtidas por satélite
No Tempo de Lazinho
Estrada Real Sertão
Mapa de M. Claros
 

10/9/2014 -"...teve até o desfile de um mendigo novo, supostamente drogado, que andou pelo centro, o quarteirão fechado da rua Simeão Ribeiro, completamente nu, exibindo-se". A crescente degradação da Praça da Matriz e vizinhança pede:

»1 - Policiamento mais rigoroso
»2 - Redefinição do uso da praça que é o marco zero da cidade
»3 - Outra reforma física
»4 - Maior empenho das autoridades no cumprimento das leis
»5 - Uma recuperação em todos os sentidos

» Ver resultados «




Buscar no Site


Previsão do tempo

Digite uma cidade:

Busca no



 
 



Jornalismo exercido pela própria população



Deixe sua notícia neste Mural, clique aqui para enviar.
(Seja objetivo e escreva no menor espaço possível. Se preferir, coloque seu e-mail; se desejar, coloque também endereço e telefone. As mensagens - preferencialmente de inspiração noticiosa - serão publicadas a critério da redação. Textos que ferem as leis serão sumariamente descartados, assim como mensagens agressivas ou que pretendam apenas criar polêmica e discussão estéril.Pede-se, com empenho, que as mensagens não sejam redigidas em letra de caixa-alta (letras maiúsculas), que em linguagem de internet equivalem a falar gritando. As mensagens aqui postadas não representam a opinião do montesclaros.com; a responsabilidade pertence ao autor da mensagem).



Ir para mensagem N°:
Por data:

Mensagem N° 67734
De: Alberto Sena Data: Seg 30/5/2011 10:36:12
Cidade: Montes Claros/MG

Vamos com fé; a fé ‘não custuma faiá’

Alberto Sena

Lúcio Benquerer, montesclarense nascido em Grão Mogol, viveu mais de 20 anos longe da sua terra natal, em Belo Horizonte, onde teve larga experiência na Sudene dos melhores tempos, como economista que é. Antes, ele morou em Montes Claros um tempo, onde fundou a revista ‘Encontro’, na década de 1960, atualíssima, se estivesse circulando até hoje.
Foi por duas gestões presidente da Associação Comercial de Minas, e por bom tempo, como diretor-executivo, ele dirigiu o Fórum de Líderes Empresariais Gazeta Mercantil, cujo presidente era Luiz Fernando Furlan, da Sadia, ex-ministro do Desenvolvimento, Comércio e Indústria, no governo Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República.
Duas décadas depois, Benquerer, viúvo, hoje casado com Wilma Caldeira Nunes, resolveu se mudar em definitivo para Grão Mogol. Lá, comprou uma casa em estilo colonial, reformou-a como bem quis por dentro. Pintou as paredes de azul clarinho e as portas e janelas de um azul um pouco mais forte. Fez uma cozinha que é uma maravilha, muito mais gostosa do que as cozinhas de antigamente, que tinham fogão a lenha.
As paredes de um dos lados e do fundo da cozinha são de blindex transparente o bastante para ele e Wilma apreciarem a bela paisagem que jorra o tempo todo lá fora; e nas noites estreladas as luas sobressaem, mormente as cheias.
O mais curioso ainda não contei: no fundo da cozinha há uma enorme pedra. Ele a encontrou ali e fez questão de deixar boa parte dela dentro de casa. Como homem criativo e irrequieto, daqueles que estão sempre em atividade, Benquerer teve a brilhante ideia de fazer da pedra uma adega.
Mandou trazer uma máquina perfuratriz e numa manhã só o perfurador, quer dizer, o homem que operou a máquina, fez uma série de buracos e a adega ficou pronta. Volta e meia Lúcio desce os três degraus que circundam a pedra e escolhe a garrafa de vinho que vai dividir com Wilma.
O clima de Grão Mogol é europeu. O céu fica nublado com muita facilidade. Muitas das vezes o camarada sai de Montes Claros para ir a Grão Mogol com o sol rachando e lá o tempo está nublado, até meio frio. Nesta época do ano, então, o frio lá é muitas vezes mais do que em Montes Claros. Se é que em Montes Claros já fez frio algum dia.
Da cozinha para o jardim coberto de flores, de onde se pode divisar o ‘Presépio Natural Mãos de Deus`, Lúcio contempla uma paisagem linda. Uma grande serra de pedras em primeiro plano, e mais ao fundo uma cadeia de serras com a mesma consistência são um convite para quem gosta de trekking.
Numa dessas serras, segundo Benquerer, há uma trilha chamada ‘Caminho do Barão’, que leva o caminhante até a histórica Diamantina. Não tive tempo de conhecer esse caminho, mas Deus ainda vai proporcionar a nós essa caminhada.
Para mim, viver é caminhar. Caminhar em contato com a natureza. Sou ‘viciadinzim’. Nada mais há de tão importante para fazer a gente refletir, ter boas ideias e colocar a cachimônia em ordem do que andar.
Mas não é andar em disparada. A gente sai andando e vai parando sempre que encontra algo digno de contemplação maior. Este é um exercício completo: andar. Bom para o espírito, a mente e o corpo.
O gostoso mesmo de Grão Mogol é a qualidade de vida. O ar é puro. Os liquens nas pedras informam sobre isto. Poluição nenhuma. Para quem quer descansar das coisas da cidade grande e cansar fazendo outras coisas, Grão Mogol é o lugar.
Confesso que nem sei para quê estou informando sobre isto, pois não é o meu desejo despertar o interesse das pessoas por Grão Mogol, antes de Deus me dizer que é hora de arrumar a trouxinhas e fixar raízes lá.
Só não faço isto hoje porque preciso que aconteçam algumas coisas que me proporcionarão a mudança. Mas dentro de mim a voz de ‘Eu Sou’ fala: ‘Grão Mogol é o seu lugar’.
Belo Horizonte e as grandes cidades de modo geral estão saturadas. Até mesmo Montes Claros querida já não mais me anima voltar a morar. Precisamos de uma cidade tal e qual Grão Mogol, que conheci há poucos dias.
A nossa ida para lá está nas Mãos de Deus, como a nossa vida, desde o sempre. A gente tem que ir indo, caminhando com fé porque ‘a fé não custuma faiá’, como diz a música de Gil.


(N. da Redação - Lúcio Benquerer, que muitos chamam de Lúcio de Bem Querer, é um dos mais importantes nomes do Norte de Minas nos últimos 60 anos. Culto, afável, bom, influenciou poderosamente a vida de Minas nos últimos 40 anos, residindo em Belo Horizonte. Foi planejador dos mais competentes, empresário bem sucedido, presidente da Associação Comercial do Estado e só não saiu candidato a prefeito de Belo Horizonte, por uma reunião de partidos, porque declinou do convite. É uma espécie de embaixador plenipotenciário do Norte de Minas em qualquer fórum importante onde compareça. Tem uma legião de amigos e admiradores, em todo o Brasil. É dos nomes mais respeitados de Minas Gerais, em todas as áreas. No Norte de Minas, especialmente - onde é ícone permanente, mercê de sua alta Luz e a despeito de sua incrível modéstia).
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67733
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Seg 30/5/2011 07:25:28
Cidade: Montes Claros/MG
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

30 de maio

1836 – Realiza-se o primeiro enforcamento público na Vila de Montes Claros de Formigas, com a execução do escravo Joaquim Africano, conhecido po Joaquim Nagô, acusado de haver assassinado, a 22 de abril de 1835, Joaquim Antunes Ferreira, em São José do Gorutuba. Submetido a julgamento, a 2 de setembro do referido ano, foi declarado culpado e condenado à pena máxima da época. Localizava-se a Fôrça em frente ao atual prédio n.º 66, da rua hoje denominada Governador Valadares.
1887 – Justino de Andrade Câmara, vereador à Câmara Municipal de Montes Claros, tendo renunciado ao cargo, po julgar haver incompatibilidade com as funções de professor público para que fôra nomeado, é substituído pelo tte. Ezequias Teixeira de Carvalho, eleito para o preenchimento da referida vaga.
1888 – O Delegado de Polícia de Montes Claros, cap. Camilo Cândido de Lélis, publica no “Correio do Norte”, desta data, um edital proibindo a circulação de vales assinados, conhecidos popularmente pelo nome de burrusquês.
1909 – Falece o cap. Sílvio Teixeira de Carvalho, aos 68 anos de idade. Nasceu em Montes Claros, filho do prof. Antônio Teixeira de Carvalho Júnio e dona Firmina Ferreira de Sousa. Foi comerciante estabelecido, por muitos anos, nesta cidade. Pertecendo ao Partido Liberal, elegeu-se Presidente da Câmara Municipal de Montes Claros, em 1880, empossando-se, no referido cargo, a 7 de janeiro de 1881. Durante a sua gestão, conclui o Cemitério Público, com entrada pela rua São Paulo, hoje Padre Augusto, distribuiu sementes de trigo e abriu dois becos a fim de fornecer água do rio Vieira à população. Quando houve o período ditatorial, após a proclamação da República, foi nomeado para fazer parte da primeira Intendência de Montes Claros. Casou-se, em primeiras núpcias, com dona Alexandrina Souto e, em segundas, com dona Ana Maria Souto.
Registrava, em um diário, os fatos mais imporantes que se davam na cidade de Montes Claros, acompanhados de comentários judiciosos e de muita observação, diário este que é sempre consultado por aqueles que se interessam pelo Montes Claros de antanho.
1917 – Falece o tte. Antônio Fernandes Barbosa, aos 54 anos de idade. Nasceu em Montes Claros, filho de José Fernandes Barbosa e dona Maria Joaquina Maques. Foi Delegado de Polícia em Montes Claros e era casado com dona Odilia Idalina Guimarães Barbosa.
1923 – Por ato do dr. Carvalho Araújo, Diretor da E.F. Central do Brasil, a Estação de Jequitaí, a primeira a inaugurar-se na Comarca de Montes Claros, passa a denomar-se Camilo Prates.
1931- A “Gazeta do Norte”, desta data, noticia que o dr. Abelardo Ribeiro Freire assumiu o cargo de Juiz Municipal do Termo de Montes Claros.
1939 – Falece dona Joana Vianna Teixeira, aos 86 anos de idade. Nasceu no Estado da Bahia, filha do cel. Guilherme José Meireles Vianna e dona Amélia Meireles Vianna. Era viúva do dr. Antônio Rodrigues Teixeira, médico que, por muitos anos, clinicou na cidade de Montes Claros.
1954 – Às 20 horas, S. Exc. Revma. Dom Luiz Victor Sartori, Bispo Diocesano, procede à inauguração e bênção das instalações da aparelhagem de sonorização da Catedral de Montes Claros, a qual cusou a quania de Cr$ 134.000,00.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67732
De: rose soares Data: Dom 29/5/2011 18:08:22
Cidade: moc
E-mail: mrsff@bol.com.br
ref a mens 67709 raquel chaves - renato teixeira cumpre o prometido e cantou "amo-te muito". alias um show lindo feito em famila(ele, sergio reis e os filhos de ambos)e para familia. deveria haver mais eventos desses, onde nao há nenhuma confusao,bebedeira, drogas e etc. as familias montesclarenses agradece.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67731
De: Rafael Data: Dom 29/5/2011 18:45:42
Cidade: montes claros mg
açidente na BR365 proximo ao trevo de coraçao de Jesus mata rapas , placa do carro é de moc,o açidente foi agora a pouco.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67729
De: Luiz Tadeu Leite Data: Dom 29/5/2011 13:20:13
Cidade: Montes Claros
Não posso compartilhar do pessimismo expresso pelo consagrado jornalista Waldir Senna em seu último editorial. Montes Claros não é essa cidade perdida no tempo, atrasada e sem esperança, com “crise de auto-estima”. Posso provar:
1. A cidade consolidou-se nos últimos meses como a terceira maior geradora de empregos de Minas Gerais, na frente de outras até maiores como Juiz de Fora e Contagem.
2. Será construído um novo terminal de passageiros e de carga no aeroporto local, porque a Infraero considerou o atual muito acanhado para o movimento que ali passou a ser constatado em tempos recentes.
3. Montes Claros está pré-selecionada para ser sub-sede da Copa do Mundo em 2014 em face de sua excelente infra-estrutura excepcional posição geográfica, a 60 minutos de viagem aérea das cinco principais capitais brasileiras.
4. Algumas empresas estão se instalando na cidade, entre elas a AeC, apenas esta gerando 1.500 empregos diretos e com perspectiva de chegar a um total de 9.200 novas vagas, atraídas pelas oportunidades, infra-estrutura e investimentos públicos que estamos oferecendo.
5. Sendo capital de toda uma vasta região, para Montes Claros acorrem investimentos privados e o setor imobiliário explode a ponto de não se encontrar um profissional da construção civil disponível, como os empresários do setor têm externado.
6. Neste momento, quatro novos condomínios de alto nível vêm sendo implantados na cidade e doze novos conjuntos habitacionais estão em construção.
7. Um hotel de rede internacional está em fase de conclusão e outros três estão sendo projetados. Todas as grandes lojas de departamento do país que ainda não estão na cidade estão procurando espaço para aqui se instalarem, fruto da pujança do mercado consumidor existente nesta cidade.
8. Nos segmentos de educação superior e saúde Montes Claros tornou-se referência regional, trazendo mais faculdades e opções de atendimento médico sofisticado, em que pesem as dificuldades que todo o país sofre pela crescente concentração de recursos nas mãos do governo federal.
9. À frente da administração municipal, estamos fazendo o dever de casa: o maior concurso público (mais de duas mil vagas) da história da cidade, crescimento das receitas próprias, alavancagem de verbas federais para obras estruturantes, melhoria nos serviços básicos de saúde, limpeza e coleta de lixo, em que pese a grande pressão em contrário partida de grupos oportunistas que só pensam em retomar o poder.
10. Desnecessário dizer aqui que Montes Claros é o segundo maior eixo rodoviário nacional, que temos a única fábrica de insulina da América Latina e a maior fábrica de leite condensado do mundo. Disto, todos já sabemos...
Ora, creio que uma cidade que tem todas essas manifestações, algumas concretizadas e outras em curso, não está estagnada como sugere o articulista.

A propósito, descabe até mesmo lamentar a perda de algo que nunca se teve, como é o caso da BMW vir para Montes Claros. Jamais houve decisão da cúpula da empresa alemã de se instalar no Brasil, quanto mais em Minas ou em Montes Claros. Neste momento, consta que ela cogita se estabelecer em algum país da América do Sul, - quem sabe? - no México ou no Brasil e, vir para Minas parece ter sido um sonho embalado pela vontade do Governador Anastasia, talvez com base em algum colóquio superficial, que nunca chegou perto de se concretizar. Como prefeito, jamais fui informado desta possibilidade por qualquer autoridade do governo de Minas. Como um simples cidadão é que soube através da imprensa e, ato contínuo, como bom mineiro, apressei-me em, publicamente, agradecer. Não pode ser visto como “grande perda” algo que nunca se teve. A BMW em Montes Claros, com todo o respeito, assemelha-se à figura da viúva Porcina da novela de Dias Gomes, aquela “que foi sem nunca ter sido”. De concreto, serviu apenas para vitaminar o debate político, fulanizando e apontando culpados pela sua “perda”, cumprindo-se mais uma vez o ditado popular: “a corda parte sempre do lado mais fraco”... Sobrou pra mim!

Luiz Tadeu Leite, prefeito de Montes Claros, em 29/05/2011.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67728
De: Raphael Reys Data: Dom 29/5/2011 12:02:50
Cidade: Moc - Mg  País: Br
E-mail: raphaelreysmoc@yahoo.com.br
MONTESCLAREADAS

Nos anos 50, meninos viviam soltando arara na Praça Coronel Ribeiro, ou tomando um Guaraná Brotinho no bar de Nelson Vilas Boas. Lá, o notável professor Pedro Santana bebia a sua cerveja casco verde e falava de filosofia platônica. Sempre bem vestido, sorriso comedido, gestos largos e teatrais.
Pela rua Doutor Santos, passava os blocos de carnaval de rua com Dona Afra Bichara fantasiada de baiana, estilo Carmem Miranda. Nos salões do Clube Montes Claros, a foliona Nice David desfilava como a Rainha do carnaval de Montes Claros. Lazinho Pimenta comandava o grito carnavalesco gritando: “Evoê foliões!”.
As festas de santo e de fogueira na casa de Malaquias Pimenta eram a bossa do momento. Mesa farta e uma pinguela feita de tronco de árvore servindo como ponte para a travessia até o Roxo Verde. Meninos e meninas liam o Almanaque Biotômico Fontoura, que ganhavam na farmácia de Cica Peres.
No bar do Tiano, no Mercado Municipal, escutávamos uma vitrola RCA VICTOR tocando em um bolachão de acetato Cauby Peixoto cantando... “O amor é uma pérola rara/e tem a cor de um rubi...” Comíamos um pastel recheado só de vento quente e degustávamos o indefectível picolé gororoba de groselha (água pura!) do Bar Sibéria, enquanto Biô Mia e Carlúcio Ataíde tomavam uma cerveja casco escuro.
Afonso Salgado bebia e o seu cavalo o vigiava pela janela, Dulce Sarmento tocava elegantemente em seu piano de cauda, Bigode de Arame passava arredio rumo ao seu quarto nos fundos do Cine Coronel Ribeiro.
Maria Babona pedia esmola pelas ruas carregando um filho no colo!
Tuia, o folclórico escravo ainda vivo, era visto chupando bico no seu quarto de madeira na redação do Jornal de Montes Claros. A elegância de Benedito Gomes, João Ataíde, João Chaves e Píndaro Figueiredo vestindo ternos de linho S 120 branco. João Chaves de gravata borboleta e Píndaro com sapato bico fino duas cores, faziam sucesso.
Havia as bolachas tipo pastilha da padaria de Seu Tota, que grudavam no céu da boca, em frente ao estúdio de Godofredo Guedes. Na época, Patão era chamado Pé de Pato e Hélio Notinha já aplicava chaveta com figurinhas carimbadas.
Degustávamos os deliciosos salgados de Dona Zeny Priquitin, as caçarolas italianas de Duca e Nazaré. A laranjada queimadinha com bicarbonato ao lado da loja do russo, de Joel Stark.
As brincadeiras de Estrac Deixa, as brigas de rua com a turma de Odorico Mesquita no centro, de Zé Doido e Capa Preta na Igrejinha, Gabilera no Alto São João e Tatá Aquino na Rua Belo Horizonte. As guerras com caroço de mamona, estilingue feito de borracha de câmara de ar de bicicleta sueca.
Os roletes de cana caiana, as bicicletas novas na loja de Waldir Macedo, o álbum de fotografias com capa de madeira com a gravura de capa... Bem me quer, mal me quer...
A alegria das bolas G18 de capota e as peladas no campo de lama da rua Germano Gonçalves, briga com o time do Alto São João, Cinzano tomado escondido às margens do rio do Melo. Canivete Corneta, isqueiro Ronson, alparcatas Roda, pente Flamengo, Gumex no cabelo, corte Príncipe Danilo, óculos modelo Ronaldo, camisa Prist, botinha solado “new life” e o barulho sincronizado do motor do Simca Chambord. Um relógio Tissot Militar, meias Lupo, lança perfume Rodoro de metal, Aqua Velva no rosto, cheiro de sabonete Madeiras do Oriente. Camisas de gola buclê e banlon, garotas desfilando com modelos Bangu, picolés Esquibon da caixinha, a marchinha de carnaval... “Chiquita Bacana/lá da Martinica/se veste com uma casca de banana nanica/não usa vestido/nem mesmo calção...” E as balas de chocolate do bar de Adail Sarmento...
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67727
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Dom 29/5/2011 10:44:52
Cidade: Montes Claros
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

29 de maio

1896 – Em sessão ordinária da Câmara Municipal de Montes Claros, sob a presidência do dr. Honorato José Alves, o cidadão Domingos Soares de Sá presta compromisso e toma posse do cargo de vereador pelo distrito da cidade.
1929 –Falece Carlos Dias de Sá aos 36 anos de idade. Era filho do cap. Francisco Cândido Dias e dona Ana Amélia Prates Dias. Foi comerciante na cidade de Montes Claros, tendo-se casado com dona Ambrosina de Oliveira Dias.
1939 – Conclui-se a construção da ponte sobre o rio Vieira, na passagem de Montes Claros para o Cedro. Tem 28 metros de comprimento, em dois vãos iguais, e a largura de 4 metros. É de madeira, assentada sobre pilares e pegões de alvenaria de pedra, tendo o pilar 3,80 metros acima do solo. O custo total da obra foi de 40:000$000.
1947 – É reformado o contrato da Empresa Telefônica Montesclarense com a Prefeitura Municipal de Montes Claros.
1949 – É entronizada a imagem de Cristo no salão nobre da Câmara Municipal de Montes Claros.
1959 – Às 19,30 horas, é assassinado, de emboscada, na esquina da rua Pedro Segundo com a Afonso Pena, em Montes Claros, o comerciante José Gama de Sant’Ana. Era casado com dona Clara Maldonado Gama.
1960 – Toma posse a nova Diretoria do Pentáurea Clube, de Montes Claros, tendo como Presidente o dr. Jair Renault Castro.
1962 – Falece Edmundo Cândidto Dias (Mundinho). Nasceu em Terra Branca, município de Bocaíva, Minas, a 21 de maio de 1884, filho de Agostinho Cândido Dias e dona Tereza Augusta Dias. Transferindo-se para Montes Claros, casou-se com doan Marieta Fernandes Dias, a 25 de novembro de 1916. Era funcionário aposentado dos Correios e Telégrafos e foi comerciante, por muitos anos, nesta cidade.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 67726
De: samu Data: Sáb 28/5/2011 23:28:42
Cidade: Montes Claros/MG  País: Brasil
E-mail: jerusia@gmail.com
Samu socorre vítima de arma de fogo no Esplanada Na noite deste sábado, 28/05, por volta das 21h25, o Samu Macronorte foi acionado para socorrer uma criança de 11 anos, ferida por arma de fogo, na rua Ermenegildo Soares Malaquias, no bairro Esplanada, em Montes Claros.Devido à gravidade do ferimento, uma equipe do Samu se deslocou ao local em uma unidade avançada de saúde (UTI Móvel). A vítima com ferimento no tórax foi estabilizada, teve o tórax drenado e foi levada pelo Samu para Santa Casa.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67725
De: Felipe Data: Sáb 28/5/2011 13:33:04
Cidade: Montes Claros
O rapaz assassinado é amigo de um amigo meu. Parece que se envolveu em discussões com torcedores do atlético em uma festa, ao final dela foi tirar satisfações mas os homens estavam armados...
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67724
De: Ana Cecília Data: Sáb 28/5/2011 13:00:59
Cidade: Cuiabá/ Montes Claros
E-mail: anaceciliadiass@yahoo.com.br
O rapaz de 22 anos que encontraram hoje pela manhã é Paulinho, um menino alegre, companheiro, amigo, enfim, uma pessoa ímpar de grande coração que não fazia mal a uma formiguinha, e é um grande amigo meu. Infelizmente não pude estar com ele nos útlimos dias - e nem poderia prever essa barbaridade - porque vim para Cuiabá fazer faculdade. Mas, no que se refere ao tempo antes de março eu sempre tive uma convivência muito próxima a Paulinho e sei muito sobre seu carater e personalidade. Me sinto muito triste por ter de escutar essa notícia e ver que a cidade que tanto amo é palco de tanto violência hoje em dia. Não há motivos para tal acontecimento, ao meu ver, por isso me sinto ainda mais assustada com toda a situação. Vá em paz amigo, você vai fazer MUITA FALTA MESMO.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67723
De: Lívia Freire Data: Sáb 28/5/2011 11:30:48
Cidade: Montes Claros - MG
O rapaz assassinado brutalmente hoje, se chama Paulo Freire... ele é meu primo, ainda nao sei ao certo como aconteceu.A familia esta muito abalada, nenhum de nós esperavamos por essa barbaridade. Paulinho era uma menino muito carinhoso com a familia, muito amado, batalhador, muito querido por todos. Vai com Deus Paulinho, obrigada por fazer parte de nossas vidas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67722
De: Mirtes Data: Sáb 28/5/2011 09:24:14
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: mineiraflor@hotmail.com
Quem conhece o jovem que foi encontrado assassinado na rua Juca Prates, na calçada do hotel Samaritano?? Ele aparenta ter um 24 anos.Usava camisa do cruzeiro, tinha sangue pelo rosto.A rua estava cheia de gente, polícia, televisão.Quem conhece essa pessoa? A nossa Montes Claros já não é mais a mesma, passando pela rua as 8:00 horas da manhã indo para o trabalho deparo com um corpo caído, parece que foi assassinato. Alguem sabe quem é??? Estou apavorada
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67721
De: Quem conhece? Data: Sáb 28/5/2011 09:15:50
Cidade: Montes Claros  País: MG
Acaba de encontrar mais um corpo de um jovem aparentando ter uns 26 anos, cor branca, camisa de mangas compridas do cruzeiro, usando bermuda, tênis e meias, portando uma muchila na calçada da rua Juca Prates, nas proximidades do viaduto.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67720
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Sáb 28/5/2011 08:36:44
Cidade: Montes Claros-MG
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

28 de maio

1909 – Pela lei municipal nº 200, fica o Presidente da Câmara Municipal de Montes Claros autorizado a despender até a quantia de 500$000 com a extinção da epidemia de varíola que está grassando no povoado de Juramento, distrito da cidade.
1919 – É criado o 3º Distrito Telegráfico do Estado de Minas, com sede a cidade de Diamantina, sendo o Inspetor de 2ª classe Luiz Henrique de Sá, designado para instalá-lo e dirigilo.
1940 –Falece Ananias Caldeira Brant, aos 78 anos de idade. Era natural de Grão Mogol, casado com dona Elvira Velloso Brant e foi comerciante e fazendeiro no município de Montes Claros.
1948 – Breveta-se a segunda turma de pilotos do ar, preparada pelo Aero-Clube de Montes Claros.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67719
De: Carmen Netto Data: Sex 27/5/2011 19:58:12
Cidade: BHTE
Nas Trilhas de Camões e Cervantes


Cada viagem é um renascer. Não sei se a paixão que sinto pela Espanha é devido ao meu nome. Ou, é devido aos livros de Ernest Hemingway que li, ou de filmes como “Sangue e Areia”, ou dos perfumes usados na mocidade com os exóticos nomes “Embrujo de Sevilha” e “ Suspiro de Granada”. No meu imaginário é tudo isso.
Atravessamos a fronteira e chegamos à Galícia, onde se fala o galego parecido com o português de Portugal. Passamos por vilarejos antigos cujas casas eram de granito. Chegamos à Santiago de Compostela! Meu lado andarilho se encontrou. Na Catedral situada na Praça do Obradoiro, um conjunto de prédios históricos forma a moldura da imensa catedral. Alguns peregrinos esperavam a missa das 19 horas, sentados ao lado dos cajados. Nos rostos, expressão de paz, harmonia e serenidade. Atrás da Catedral ruas estreitas, pracinhas floridas, cafés, lojinhas de lembranças, formam um conjunto encantador.
De Santiago de Compostela, partimos em direção a Salamanca considerada uma das cidades mais belas da Espanha. A Universidade de Salamanca é uma das mais antigas da Europa. Lá aconteceu a história do “ovo de Colombo”, que atravessou séculos até os dias de hoje. Como todas as cidade da península Ibérica, possui uma importante Catedral, em estilo gótico - renascentista – barroco, cujo destaque é o nicho atrás do altar, com lindíssimos painéis.
Em Salamanca está a Plaza Maior considerada a mais bela de toda Espanha possui arcadas, cafés, lojas de grife, e do lado leste fica o grandioso Pavilhão Real. Ao entardecer, a luminosidade da tarde, realça o conjunto. Época de férias da Páscoa, jovens tocavam, cantavam e sua alegria contagiava a todos. Em direção a Madrid, passamos por Ávila e suas muralhas medievais, terra de Teresa de Ávila, mística e doutora da igreja católica. Em seguida chegamos ao Escorial – Mosteiro, Palácio e Panteão – onde estão sepultados os reis de Espanha.
Por estar fechado, não conhecemos o “Vale de los Caídos”. A construção desse memorial levou 18 anos e os operários foram os prisioneiros republicanos do regime franquista. A maioria morreu nessa construção, pois a sílica da pedra atacava os pulmões. Ao ver a imensa cruz de 150 m. de altura, desfilaram em minha memória: Dolores Ibarruri – La Passionária – que disse: “Prefiro morrer a viver de joelhos”. O poeta Garcia Lorca e homens do mundo inteiro que deram sua vida por um ideal. Com os horrores da cruel guerra civil espanhola na memória chego à Madrid. Mosteiros, igrejas, palácios; Plaza Maior e a “Puerta del Sol, linda, caliente como toda a Espanha. Plaza de Espanha com o monumento a Cervantes. A Gran Via, a Praça da sedutora deusa Cibeles, cuja fonte a embeleza mais. Museus do Prado e Reina Sofia. Goia, Velásquez, Picasso! Goya retratando o cotidiano da vida espanhola, Velaquez o encanto das “Treis Meninas”, e Picasso retratando a tragédia de Guernica. Puerta del Sol, com seus canteiros tingindo de vermelho – vivo as papoulas e tulipas da primavera. Vejo-as como um retrato da Espanha: Trágica, sanguínea, sensual, apaixonante. A Plaza de Toros de La Venta, com arcos, galerias, arquitetura mourisca.
As estátuas de dois famosos toureiros espanhóis enfeitam a Plaza Antonio Bievenida, e José Cubero. Na minha imaginação revejo Manolete e Juanita Cruz em seus “Trajes de Luces”. Juanita Cruz, toureira dos anos 30, teve que deixar a Espanha por ser mulher! Sempre o famigerado preconceito!
Toledo antiga capital da Espanha, situada sobre uma colina acima do rio Tejo, que lá se chama Tago. Atrás de antigas muralhas, a cidade reúne a cultura cristã muçulmana e judaica. É impossível descrever a beleza, a suntuosidade, o esplendor de sua Catedral. Inesquecível o ostensório de prata e ouro, com mais de treis metros de altura que é levado pelas ruas da cidade no dia de Corpus Cristi. Nessa Catedral está uma imagem da Virgem Maria, chamada “Virgem blanca” apesar da cor da pele ser de um moreno acobreado. No seu rosto um sorriso de encantamento, brincando com o menino Jesus e ele também sorrindo, segura no seu queixo Em todas as imagens, Maria mostra um rosto sofrido, suave, às vezes resignado, ora serena; mas, nessa imagem ela sorri, simbolizando a mãe encantada com seu filho bebê.
Se tivesse de escolher um termo para definir como me senti, após conhecer Toledo e sua Catedral Seria: alumbramento!
O belo está presente nas igrejas, nos palácios, na pintura, na arquitetura mourisca, nos vitrais, nas fontes. Oitocentos anos de civilização árabe deixaram sinais para sempre. A música é um lamento rascante, pátios com fontes, o flamenco, toureiros, moinhos de vento, festas exuberantes, procissões religiosas, culinária deliciosa, paellas, frutos do mar, jamon, marzipãs. Puxei pela memória recapitulei aulas de historia e elas voltaram como inundação. Realidade e fantasia se mesclaram. El Cid, D.Quixote de La Mancha, a pavorosa Inquisição Espanhola, o Tratado de Tordesilhas. A Espanha é uma diversidade. Tem quatro línguas oficiais. É uma terra de magia e alegria, mas é também trágica.
Despeço-me da Espanha com um cálice de “ Lacrima Cristhi”, canto uma estrofe da Internacional, parabenizo o clube Barcelona pela conquista do campeonato espanhol.
Espanha, país de contrastes, e são esses contrastes, que a tornam fascinante! Olé!

Dedico esta crônica a amiga Graça Prata Ramos, sua filha Sofhia em Madrid e a seus pais Antonio José e Ondina Prata Ramos em Lisboa.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 67718
De: Waldyr Senna Data: Sex 27/5/2011 14:41:44
Cidade: Montes Claros/MG
Dever de casa

Waldyr Senna Batista

Nessa questão da montadora de automóveis BMW, jamais se saberá com segurança quem de fato deu com a língua nos dentes, rompendo a “cláusula de confidencialidade” que integrava o acordo da empresa com o Governo do Estado. A secretária Dorotheia Werneck responsabiliza o prefeito Luiz Tadeu Leite pelo deslize e ele jura inocência, de pés juntos. Mas, a esta altura, será irrelevante apontar culpados, pois a eliminação de Montes Claros nessa disputa é irreversível. Pode servir apenas como dura lição de que, conforme o antigo brocardo, o segredo ainda é a alma do negócio.
O prejuízo será grande para o Estado e maior ainda para o município, embora não se tratasse de fato consumado e, sim, de lista que passaria pelo confronto com outras ciddes e intensa guerra fiscal. Entretanto, se servir de consolo, só o fato de ter figurado na lista depõe a favor da cidade.
Para Montes Claros, que atravessa crise de autoestima, a instalação aqui de montadora de automóveis, com sua incalculável capilaridade, seria a salvação da lavoura. A fase é tão negativa, a dezenove meses do término da administração (a contagem regressiva já começou), que a Prefeitura se apega a ações que, em situação mais favorável, seriam contabilizadas na coluna de rotineiras.
Como a fase é de maré baixa, até a retomada da operação tapa-buracos tem sido destaque, com releases distribuídos à imprensa. O mesmo aconteceu com a apresentação do projeto de urbanização do Feijão Semeado, onde se pretende construir conjunto habitacional que, de concreto, só tem a maquete, que, publicada nos jornais, impressionou pelo belo colorido. Estranhou-se que a caprichosa poda de árvores nas ruas centrais não tenha tido igual tratamento, que seria merecido por ter arejado a paisagem.
Compreende-se, assim, por que a cogitada possibilidade da instalação da BMW tenha produzido tanto “frisson”, ao ponto de a notícia ter fugido ao controle, sendo festejada com entrevistas coletivas e referências entusiásticas, aqui e em Belo Horizonte, daí se depreendendo que o Governo do Estado acaba tendo parcela de culpa.
Seria a “notícia do século”, como o historiador Hermes de Paula classificava a chegada dos trilhos da Central do Brasil, nos idos de 1927, que deu a Montes Claros o status de cidade importante; e, na segunda metade do século passado, com o advento da Sudene, que a elevou ao patamar de cidade industrializada, do que ficaram como prova grandes empresas no Distrito Industrial.
A ferrovia está virtualmente paralisada, limitando-se a inexpressivo volume de transporte de carga; e a Sudene foi sumariamente desativada. Mas nova fase positiva está despontando, com a anunciada exploração do gás natural no vale do São Francisco e a extração do minério de ferro na região do rio Pardo. Esses dois empreendimentos que, apesar de relativamente distantes, provocarão reflexos em Montes Claros, por ser ela a mais importante cidade do Norte de Minas.
Alijada da disputa pela BMW, devido a incontinências verbais, e, entre outras coisas, por falta de sangue frio, cabe agora ao Governo do Estado e à própria administração municipal aproveitar esse novo fluxo. No caso, a disputa se processará com o Estado da Bahia, devido à proximidade das jazidas do minério, tendo como principal suporte o porto de Ilhéus; e dos campos de gás, graças às facilidades de navegabilidade do rio São Francisco em território baiano.
Montes Claros deverá usufruir dos reflexos a serem produzidos pelos dois empreendimentos. Porém, terá de fazer o dever de casa, sob pena de explodir por não suportar o violento impacto da esperada demanda urbana e social. Nas condições atuais, o que seria a grande noticia deste século, poderá transformar-se em desastre.

(Waldyr Senna é o mais antigo e categorizado analista de política em Montes Claros. Durante décadas, assinou a "Coluna do Secretário", n "O Jornal de M. Claros", publicação antológica que editava na companhia de Oswaldo Antunes. É mestre reverenciado de uma geração de jornalistas mineiros, com vasto conhecimento de política e da história política contemporânea do Brasil)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67716
De: José Ponciano Neto Data: Sex 27/5/2011 10:39:10
Cidade: Montes Claros-MG  País: Brasil
Barragem do Rio Jequitaí: - Estive nesta semana, 25 e 26 na reunião do Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas- FMCBH, onde estiveram presentes varias autoridades ligadas ao meio ambiente, e uma das discussões foi a Barragem de Jequitai.Não obstante das assinaturas do memorando de entendimento para implementação do projeto, a tão sonhada barragem protagonista de uma reivindicação histórica há mais de 40 anos, “poderá haver mais um atraso”.O processo da LP que já foi deferido e pode voltar à plenária do COPAM-NM, alguns seguimentos sugeriram um novo estudo dos impactos ambientais, inclusive da área de 9000 hectares a serem desmatados (dos 30.0000 do projeto); a sugestão foi aceita pela plenária da reunião do FMCBH.A barragem é fundamental para o norte de minas, além do perímetro a ser irrigado, vai controlar (contenção) as cheias; abastecer vários municípios atendidos pela Copasa e contará com uma PCH para gerar energia elétrica.Como conselheiro do COPAM e da Câmara técnica de outorga do Comitê das Bacias Jequitai e Pacuí vou torcer para que os novos estudos não atrasem mais a nossa redenção.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67714
De: Gersier Data: Sex 27/5/2011 08:14:52
Cidade: Montes Claros
Mais uma pequena loja foi assaltada ontem à noite na Avenida dos Militares.Enquanto os responsáveis pela segurança dos cidadãos de bem fazem de conta que estão preocupados,os marginais continuam levando o que muitos conseguem com muito suor e trabalho.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67713
De: Manoel Hygino Data: Sex 27/5/2011 07:58:00
Cidade: Belo Horizonte / Mg
Revoltas de fome

Manoel Hygino dos Santos (Hoje em Dia)

Focalizei aqui, mais de uma vez, o que se preconizava: o norte mineiro se desertifica, o que evidentemente não é de hoje, confirmando o desinteresse do poder público e de sucessivos governos por uma das ricas e extensas regiões do país. O que afirmei, e os técnicos já advertiam, agora se confirma.
Em estudo encomendado pelo Ministério do Meio Ambiente ao governo mineiro, exposto por jornal paulista, revela que um terço do território mineiro pode virar deserto em 20 anos. Assim serão o norte do Estado, o Vale do Jequitinhonha e o Vale do Mucuri. O fenômeno decorre da monocultura, da pecuária intensiva, do desmatamento e das condições climáticas adversas que sofre o solo de 142 municípios.
E ainda: se nada for feito para interromper e reverter o processo, essas terras não terão mais uso econômico e social, afetando 20% da população, ou seja, 2,2 milhões de pessoas. É necessário R$ 1,3 bilhão para conter a situação, que já causa danos sentidos e notórios.
Esse fato se inclui e se alinha a outros que deveriam merecer efetiva atenção. As autoridades não podem dizer que os desconhecem. A própria Agência Nacional das Águas, um organismo oficial, divulgou em março que o Brasil, dono da maior bacia hidrográfica do planeta, pode enfrentar problemas de abastecimento. A agência crê que se o Brasil não investir 22,2 bilhões de reais na captação e coleta de água até 2015, pode faltar o líquido essencial à vida em 55% dos municípios do país, ou seja 3.069 do total.
Técnicos observam que os municípios sob risco representam 73% da demanda de água do país inteiro. Desse universo, 84% das sedes urbanas carecem de investimentos para adequar seus sistemas produtores e 16% apresentam déficits decorrentes dos mananciais utilizados.
É algo muito grave, em que pouco se pensa, porque se cuida mal de assegurar recursos para os estádios destinados à Copa do Mundo e às olimpíadas, ao sistema aeroportuário e à rede hoteleira. O resto fica para depois. Depois?
No caso de Minas Gerais, caixa d`água do Brasil como gostava de ressaltar o governador José Francisco Bias Fortes, há de se considerar que a nossa bacia hidrográfica já foi afetada, o volume de águas decresce e sua qualidade sofre os efeitos da urbanização mal orientada e da evolução industrial.
O principal rio de Minas, o São Francisco, irá atender parte do Nordeste para arrefecer-lhe a sede. E, no meio do curso de suas águas...
Pouco adianta advertir, porque as imposições imediatas e a insânia são mais vigorosos.
Outro fato: a Organização das Nações para a Alimentação e a Agricultura alerta que o índice de preços dos alimentos alcançou, em fevereiro, pelo oitavo mês consecutivo, o seu mais alto nível desde 1990. A elevação dos preços dos alimentos, iniciada em meados de 2010, provoca o medo de uma explosão de "revoltas de fome", como as registradas em 2008 em vários países africanos, no Haiti e nas Filipinas.
E, diminuindo a água e aumentando a desertificação, onde iremos parar? O Brasil não é imune.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67712
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Sex 27/5/2011 07:38:27
Cidade: Montes Claros/MG
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

27 de maio

1910 - Falece dona Fortunata Celestina de Almeida, aos 97 anos de idade. Foi quem mandou construir o sobrado de nº 105, na praça Dr. Chaves, em Montes Claros, que por êste motivo, era conhecido por Sobrado de Dona Fortunata.
1918 – O tte. Joaquim Francisco de Paula Rêgo toma posse e entra em exercício do cargo de Delegado de Polícia Especial do município de Montes Claros.
1939 – A “Gazeta do Norte” desta data noticia que o Governo Benedito Valadares autorizou a Prefeitura Municipal de Montes Claros a prestar assistência aos flagelados que, em estado de penúria extrema, infestam a cidade e continuam chegando às centenas, diariamente.
1940 - Inaugura-se o Salão Rex-barbeiro e cabeleireiro — em um dos salões do Clube Montes Claros, de propriedade e Diociécio Andrade.
1942 - Foi contratada com a Emprêsa Montesclarense de Melhoramentos, noticia a “Gazeta do Norte” desta data, a construção do nôvo edifício da Santa Casa de Caridade N. S. das Mercês, de Montes Claros.
Disporá de 200 leitos e terá aparelhagem médico-cirúrgica, tudo exclusivamente para indigentes, afirma ainda a referida fôlha, acrescentando: “Noticiando agora o início do arrojado cometimento, fazemos também o nosso apêlo para que o povo prestigie a grande iniciativa, concorrendo com auxílios para que, muito breve, esteja o nôvo hospital de Santa Casa de Caridade Nossa Senhora das Mercês de Montes Claros, prestando aos doentes pobres da região, como vem fazendo há muitos anos, os serviços de sua generosa finalidade”.
De fato, assim deveria ser. Pela lei mineira n.° 2396, e 13 de outubro de 1877, decretada e sancionada pelo Presidente da Província de Minas Gerais, dr. Capistrano Bandeira de Melo, “A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia da cidade de Montes Claros é uma associação de beneficência que tem por fim admitir, em seu hospital, doentes pobres e desvaliclos”.
Essa Santa Casa de Caridade Nossa Senhora das Mercês de Montes Claros, foi hoje transformada em Hospital Nossa Senhora das Mercês, de Montes Claros.
1949 – Falece José Flávio Dos Santos, fazendeiro no município de Montes Claros, casado com dona Josina Fonseca Flávio.
1956 – Inaugura-se à rua Simeão Ribeiro, em Montes Claros, a exposição de pintura do pintor Frederico Bracher Júnior.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67710
De: Gissele Niza Data: Sex 27/5/2011 06:48:35
Cidade: Montes Claros
Já as seis da manhã de hoje viaturas da Polícia Militar e Receita estavam em frente ao Ministério Público de Moc... o trabalho conjunto do MP, PC, PM e Receita tem desbaratado quadrilhas criminosas que agem nos municípios do Norte de Minas deixando rastros de miséria e revolta.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67709
De: Raquel Chaves Data: Qui 26/5/2011 17:28:20
Cidade: Montes Claros
O cantor e compositor Renato Teixeira disse hoje, por telefone, que faz questão de cantar a música "Amo-te Muito", de João Chaves, no próximo sábado em Montes Claros, em show no Parque de Exposições, ao lado de Sérgio Reis. O show também vai assinalar os primeiros 30 anos da Rádio 98, a primeira FM da cidade, que foi ao ar pioneiramente no Dia das Mães de 1981. Renato Teixeira repetiu, com ênfase, que a música Amo-te Muito é de "uma poesia riquíssima" e que faz questão de cantá-la na terra em que nasceu o grande bardo, um dos maiores nomes da modinha brasileira, assim como a canta pelo Brasil afora, sendo muito aplaudido.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67708
De: montesclaros. Data: Qui 26/5/2011 12:08:24
Cidade: M. Claros

Atrás desta foto vai escrito em letra azul de caneta tinteiro: "Konsta. Um abraço. Foi uma comemoração do seu aniversário e do Jason em 1952 - no restaurante do Leon". A data da dedicatória é 12 de setembro de 1979. A assinatura é de Maurício, o amigo, contemporâneo e também médico, João Valle Maurício. A mesma tinta azul, rápida e nervosa, identifica na foto alguns dos presentes na festa de aniversário: Joel Stork, Pinto, Machado, Leon (o russo grande doador de sangue), Mário (Ribeiro), Pires (Luiz), Sinval, Raul, Deusdará, Loyola (Alcides), Maurício, Konsta, Paulo, Jason, Pedrão (Pedro Santos) e Nininho. Em resumo: na foto está quase todo o corpo médico de Montes Claros no ano de 1952, reunido no aniversário do dr. Konstantin e do dr. Jason, "no restaurante do Leon". Por muito tempo Montes Claros se lembrará desses seus personagens de um tempo distante, mas tão próximo - pelo legado que deixaram como grupo e individualmente, e pela qualidade de vida que desfrutaram na cidade gentil e suave, ainda que de rijos costumes e austeros princípios.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:





Mensagem N° 67707
De: Estado de Minas Data: Qui 26/5/2011 08:49:46
Cidade: Belo Horizonte / Mg  País: Brasil
Prefeito de São João da Ponte é afastado outra vez - Luiz Ribeiro - O prefeito de São João da Ponte, no Norte de Minas, Fábio Luiz Fernandes Cordeiro (PTB),o Fábio Madeiras, foi afastado do cargo pela Justiça, nessa quarta-feira, mais uma vez, em nova ação de improbidade administrativa. O juiz Francisco Lacerda de Figueiredo entendeu que o chefe do Executivo tentou intervir no Poder Legislativo municipal com intuito de manter esquema de desvios de recursos público, investigado pelo Ministério Público Estadual desde o ano passado. De acordo com as apurações, para ter a maioria da Câmara Municipal, o prefeito comprou cartas de renúncia de vereadores da cidade. Fábio Luiz foi afastado da prefeitura, pela primeira vez, em fevereiro, quando o MP desencadeou a Operação Grande Família, para conter o desvio de recursos dos cofres municipais com a compra fraudulenta de medicamentos. Com ele, foram afastados também três parentes, que ocupavam postos-chaves no primeiro escalão da prefeitura, o secretário municipal de Saúde, Fagner Magela Cordeiro, irmão do prefeito, a secretária de Finanças, Rita Magela Dias Cordeiro, cunhada, e a presidente da Fundação Municipal de Saúde da cidade (Fumasa), Noeme Laura Alves Correa, prima. Nessa quarta-feira, mais dois auxiliares de Fábio Madeiras deixaram o cargo por determinação judicial, os secretários Lucílio Ferreira de Almeida e Antonio Eustaquio Dantas Silva. Segundo o MP, o prefeito só retornou ao cargo, por determinação do Tribunal de Justiça de Minas, depois de induzir a erro o Judiciário com apresentação de documentos falsos.
Bloqueio
Além do afastamento, o juiz Figueiredo determinou o bloqueio dos bens de Fábio Luiz e de seus dois secretários, até o limite de R$ 230 mil, valor estimado dos prejuízos ao erário do município. Além disso, o trio teve quebrados seus sigilos bancário e fiscal. Ainda nessa quarta, foram cumpridos mandados de busca nas casas de Lucílio e Antônio Eustáquio, em São João da Ponte, quando foi feita a apreensão de documentos. Em sua decisão, o magistrado afirmou que foi com a ajuda dos dois auxiliares que o chefe do Executivo de São João da Ponte “comprou” o mandato do vereador Elson Geraldo Lopes Gomes Vieira em 2007, para que Fábio Luiz pudesse escapar de um processo de cassação. O juiz Francisco Lacerda de Figueiredo relata que, “analisando farta documentação apresentada, depara-se, em analise preliminar, com fortíssimos indícios de irregularidades na administração municipal de São João da Ponte”. E comenta: “Como é possível que num país onde se prega a divisão de poderes Executivo, Legislativo e Judiciário possa o prefeito ter guardado em sua residência carta de renúncia assinada por três vereadores (um terço dos membros da Câmara Municipal)?”. Acrescenta: “Há fortes evidências da compra da renúncia do réu-ex-vereador Elson Geraldo Gomes Vieira por meio do fornecimento de motosserras, combustível e valores em dinheiro”.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67706
De: Manoel Hygino Data: Qui 26/5/2011 07:27:21
Cidade: Belo Horizonte / Mg
Cantos e desencantos

Manoel Hygino dos Santos

Admiro, mais do que isso - invejo, os que têm longa, útil e saudável vida. Em minha cidade, lembro Luiz de Paula, Ruth Tupinambás, Graça e Yvonne Silveira, que mantêm acesa a chama dos 20 anos depois de ultrapassarem em 70 essa idade. Os três são escritores de reconhecidos méritos. Dona Yvonne presidindo a Academia Montes-clarense de Letras com o mesmo entusiasmo de muito tempo atrás, participando das reuniões, viajando para cumprir a agenda da entidade, que é ampla.
Quando me empossei na Academia Mineira de Letras, ei-la no auditório Vivaldi Moreira, junto à mansão Borges da Costa, na Rua da Bahia. Uma viagem que, por terra, ida e volta, somaria mais de mil quilômetros. E ali, na noite de Belo Horizonte, elegante e bem disposta, uma dama, na verdadeira acepção da palavra. E Dona Yvonne, respeitada e admirada, me conheceu de franjinhas, menino de 9 anos, à porta do estabelecimento comercial de meu avô, numa cidade que era brava, mas não selvagem, hoje transformada em valhacouto e campo de ação de bandidos procedentes de outros estados. Deve a escritora sentir saudades dos dias e noites em que se reuniam as famílias à porta das residências, e também das serestas, inesquecíveis, que compunham o modo de viver da população.
Esses três autores amam a terra em que nasceram, seus modos e seus costumes, as pessoas de ontem e as que hoje seguem uma tradição de generosidade alegre, de doçura nos corações, de arraigado sentimento ao lugar e às suas gentes.
Pois Dona Yvonne assiste agora ao lançamento da segunda edição de "Cantos e Desencantos", contendo a poesia do esposo, falecido em 2009, cinco meses antes de completar o centenário de nascimento. Olyntho Silveira era um cidadão no verdadeiro sentido do termo. Em seu livro, ressaltava que vivemos o tempo do triunfo da ciência. Mas, adverte: "Não venham dizer-nos que esta afasta de si a poesia, lembrando o exemplo de Flammarion."
Começou a estudar em escola isolada pública, continuou pelos livros, com 19 anos, já escrevia para a "Gazeta do Norte", seguindo em outras folhas, inclusive da capital. Casado com Dona Yvonne, não deixou frutos da união, a não ser os versos que publicou. Aprendeu francês e espanhol pelas gramáticas e traduziu grandes autores, sendo considerado uma das ilustres personalidades de Montes Claros, embora nascido no velho Brejo das Almas quando aquela cidade completou 150 anos.
Para a viúva, foi exemplo de vida pela honradez, dignidade, modéstia e ausência de ambições. Para a mulher de sua existência, que continua com entusiasmo a humana linda, ainda é o "meu poeta". Evocaria Machado com a sua Carolina, que se despediu mais cedo, e meditava o poeta carioca que para tão grande amor é curta a vida.
Para Míriam Carvalho, mestra em Literatura Brasileira, os poemas de Olyntho aludem "a um tempo vivo, iluminado com a sua luz própria, instantes em êxtase de últimas preces, como na utopia de estar vivendo em pleno paraíso. Uma poesia com o "sentido mais profundo da vida".
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67705
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Qui 26/5/2011 06:55:52
Cidade: Montes Claros-MG
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

26 de maio

1849 — O orçamento da despesa do município do ano de 1848 a 1849, num total de 640$000, é apresentado e aprovado em em sessão da Câmara Municipal de Montes Claros de Formigas, com a seguinte distribuição: com o Secretário, 400$000; Continuo, 40$000; iluminação e despesa da Cadeia, 20$000; com eleições políticas, 80$000; obras públicas, 50$000; com expediente da Secretaria, 30$000; com eventuais, 20$000.
1879 — José Rodrigues Prates Júnior é nomeado para professor de Instrução Moral e Religiosa, Pedagogia e História Sagrada, na Escola Normal de Montes Claros, e Camilo Philinto Prates, para a cadeira de
Artitmética da mesma Escola.
1900 - Falece José Domingues Alves Barroso, aos 44 anos de idade. Nasceu em Mendanha, município de Diamantina, e era representante comercial em Montes Claros.
1931 — Nasce em Montes Claros João Paculdino Ferreira Filho, sendo seus pais João Paculdino Ferreira e dona Ester Alkmin Ferreira. Exerce suas atividades no comércio e na indústria, como Diretor da firma J. Paculdino & Filhos Ltda., da Comp. Fiação e Tecidos Santa Bárbara e Massas Alimentícias Iracema Ltda.
1932 — O tte. João Martiniano de Oliveira assume o cargo de Delegado de Polícia Especial, Investigações e Capturas, do município de Montes Claros.
1934 — Falece, em Belo. Horizonte, dona Elisa Teixeira Sarmento. Nasceu em Montes Claros a 28 de janeiro de 1884, filha de Sílvio Teixeira de Carvalho e dona Maria Teixeira Souto, tendo-se casado com Armênio Sarmento.
1961 — Inaugura-se à rua Joaquim Nabuco, 366, em Montes Claros, o Jardim da Infância Presidente Bernardes. O ato contou com a presença do dr. Oscar Dias Correa, Secretário da Educação do Estado de Minas, do Prefeito Municipal de Montes Claros, dr. Simeão Ribeiro Pires e várias outras pessoas. A primeira Diretora do nôvo educandário é a professôra Idoleta Maciel Jardim.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67703
De: Valdeli Coelho Collares Data: Qua 25/5/2011 18:15:21
Cidade: Montes Claros  País: Brasil
E-mail: valdelicoelho@yahoo.com.br
Comunico a todos amigos e parentes de Geraldino Gonçalves Coelho, muito conhecido por seu dinamismo no comércio de Montes claros (Geraldino Boutique)como também por suas ideias de vanguarda tanto no Carnaval como também o seu empreededorismo em outros setores que impulsionaram o desenvolvimento de Montes Claros, que após segunda cirurgia no coração, passa bem, já está em casa e se recuperando com a graça de Deus! Eu Valdeli como filha, agradeço a presença dos amigos e familiares que nos prestaram apoio tão valoroso em um momento como esse.Obrigada de coração a todos! Att, Valdeli
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67702
De: antonio Data: Qua 25/5/2011 16:40:01
Cidade: s. joao da ponte
Novamente afastadon oprefeito de São João da Ponte, nesta tarde
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67701
De: Kátia Figueiredo David Data: Qua 25/5/2011 16:27:39
Cidade: Jacaraci/Bahia  País: Braisl
E-mail: cejacba@hotmail.com
Prezado José Prates,Acabei de ler sua crônica sobre o São João de Jacaraci, quando fui morar lá, havia esse romantismo mesmo, fogueiras, balões, ruas enfeitadas, quadrilhas, etc.Hoje não é da mesma forma, mas tentamos manter um pouco da tradição. Montamos a fogueira, fazemos comidas típicas e brindamos com o quentão esse momento que é uma celebração que nos leva sempre ao passado maravilhoso.Uma alegria quando podemos reunir a família e relembrar dos "outros" São João. A Prefeitura Municipal faz festa na quadra de esporte, (há uns 07 anos mudou para São Pedro), as escolas municipais, desde do início do mes de junho,enfeitam as salas e comemoram bastante.A minha sogra D.Ieda emocionou ao ler sua crônica,e disse que na mente veio todos os detalhes que você relata tão bem.Deus lhe dê sempre essa memória maravilhosa para nos presentear com lindas crônicas.Parabéns!!!Beijos no ♥Kátia Figueiredo David. Montes Claros, 25/05/2011
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67700
De: Estado de Minas Data: Qua 25/5/2011 15:35:35
Cidade: BH
Itamar Franco é internado com câncer - Luisa Brasil - O senador Itamar Franco (PPS-MG), de 80 anos, foi diagnosticado com leucemia. O ex-presidente da República está internado no Hospital Albert Einstein desde o dia 21 de junho, em São Paulo, e se licenciou de suas atividades no Senado.
NOTA
Rosa Costa, de O Estado de S.Paulo -A assessoria de imprensa do senador Itamar Franco (PPS-MG) distribuiu cópia de boletim médico do Hospital Albert Einstein, informando que o parlamentar está internado em seu centro de hematologia e oncologia, na unidade Morumbi, em São Paulo, desde o dia 21 de maio.O hospital informa que “o senador realizará tratamento médico a fim de alcançar a cura para a leucemia”. Diz ainda que a “doença foi diagnosticada bem no seu início e o paciente está se sentindo muito bem com todas suas funções vitais normais” e que “terá alta em breve”.O Einstein informa que fornecerá boletins semanais à imprensa ou assim que haja alguma nova informação”.De acordo com a assessoria de Itamar, o incômodo que ele sentiu foi atribuído a uma gripe, provocada pelo ar-condicionado do plenário. E só depois de fazer exames de sangue é que a leucemia foi diagnosticada”.
INICIAL
JORNAL DO BRASIL - Um exame de rotina do senador Itamar Franco (PPS-MG) diagnosticou leucemia em estágio inicial. O ex-presidente da República está internado no Centro de Hematologia e Oncologia do Hospital Albert Einstein desde o último sábado e ficará 30 dias licenciado do Senado para tratar a doença.Nota assinada pelo médico Nelson Hamerschlak e divulgada pela assessoria de imprensa do senador diz que Itamar "realizará tratamento médico a fim de alcançar a cura para a leucemia". Afirma ainda que "o paciente está se sentindo muito bem, com todas suas funções vitais normais" e que "deverá ter alta em breve".
GRIPE
Gabriela Guerreiro, de o Jornal Folha de São Paulo - O senador Itamar Franco (PPS-MG), 80, está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratar uma leucemia descoberta na semana passada.Segundo a assessoria do senador, Itamar foi diagnosticado com a doença há uma semana ao realizar exames devido a uma forte gripe. O senador pediu afastamento de suas atividades no Senado por 30 dias para tratar a doença.Boletim médico divulgado hoje pela assessoria do senador afirma que Itamar está internado no centro de hematologia e oncologia do hospital, na unidade Morumbi, desde o último sábado (21). Assinado pelos médicos Nelson Hamerschlak e Oscar Fernando Pavão dos Santos, o boletim diz que o senador vai realizar tratamento "a fim de alcançar a cura para a leucemia". Os médicos também afirmam que a doença foi diagnosticada "bem no seu início" e o paciente se sente "muito bem com todas as suas funções vitais normais". A expectativa, segundo os médicos, é que Itamar tenha alta "em breve" do hospital. O médico solicitou ao senador que se afaste por 30 dias do Senado, mas prometeu fazer "nova avaliação" depois desse período. Pelo regimento do Senado, o suplente de Itamar só assume a cadeira do senador se ele se afastar por um período superior a 120 dias.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67699
De: Alberto Sena Data: Qua 25/5/2011 14:59:03
Cidade: Belo Horizonte
Sob o aroma do “Café Galo”

Alberto Sena

Aproveitei a ida a Grão Mogol e fiquei sábado e domingo em Montes Claros a fim de rever parentes e me reunir com Virgínia Abreu de Paula e Raphael Reys em torno de um projeto literário. Não é hora de revelar o teor do projeto, mas posso dizer que quem se interessar em apoiar terá o nome gravado porque é algo que, posso dizer, ficará para sempre e agradará gregas e gregos, troianas e troianos porque está relacionado com a memória de quem viveu e dos que não viveram os momentos mágicos, glamorosos e românticos de uma época de Montes Claros, quando as pessoas até conheciam umas as outras.
Confesso com toda sinceridade: achei Montes Claros linda, vista do avião. Cresceu em demasia. Posso estar errado e se estiver me corrijam, mas em Montes Claros hoje deve haver mais gente de fora do que propriamente nascida na cidade.
Desci e subi a Rua Dr. Santos duas vezes em busca de minhas lembranças e não encontrei nem espectros delas. Só dois imóveis lembram um pouco a rua daquela época: a casa de Sinhô Batista e a de Luiz de Paula Ferreira. Os imóveis antigos em estilo colonial, art decó e clássico desapareceram sem deixar vestígios.
A rua estreita parece mais estreita ainda por causa do movimento de ônibus, carros, motos, bicicletas e gente que vai e gente que vem nas estreitas calçadas esburacadas. É uma trombada atrás da outra.
A Praça Coronel Ribeiro, de lembranças tantas, está abandonada. Conserva ainda a arborização, mas o miolo da praça calçado de pedras portuguesas apresenta buracos que são empecilhos para a passagem dos que por ali se aventuram. Tudo parece abandonado.
Se Montes Claros fosse mulher, eu diria: hoje é uma mulher feia, vista daqui de baixo. Feia de fazer dó. Os buracos proliferam-se pelo asfalto em determinadas áreas, principalmente nos pontos em que observei em novembro do ano passado, quando fui à cidade ‘buscar fogo’. Nada mudou para melhor.
O único lugar que ainda está o mesmo e Deus o conserve pelos séculos dos séculos, é o ‘Café Galo’. Como não encontrei nenhuma alma conhecida nesse vaivém na Rua Doutor Santos, pensei com os meus botões que a única maneira de encontrar alguém era lá no ‘Café Galo’.
E para lá rumei. Dito e feito. No ‘Café Galo’ me encontrei com os jornalistas Jorge Silveira, Zé Maria, Noriel Cohen, Raphael Reys, e Luiz Ribeiro. Revi o historiador e jornalista, o mestre Haroldo Lívio, e também os primos Mário e Fernando Fialho; e os amigos Zecão, Tatu, Jadir, Luiz Carlos Novais, Ronaldo Almeida, Pancho, Eliezer Cruz, irmão de Cícero ‘Cuecão’, já falecido; e conheci Rogério, um dos Mosqueteiros da República do Pequistão (acho que não me esqueci de ninguém).
Depois de muita conversa sobre os anos vividos na cidade querida, agora sofrida, falamos de Grão Mogol e as artimanhas de Pancho. Em seguida, os amigos que ali estavam se reuniram do lado de dentro do balcão para a tradicional foto tomando cafezinho, que o carismático Jadir Rodrigues costuma pendurar na parede.
O ‘Café Galo’ é a cara de Montes Claros. Não ‘cuspida e escarrada’, mas ‘esculpida em mármore carrara’. Por ali passam celebridades e por uns instantes, essa figura aqui, descolorida, sentiu o carinho dos amigos que há muito não via.
Jamais defendi Montes Claros parada no tempo. O desenvolvimento da cidade e a sua descaracterização eram previsíveis. Mas o abandono administrativo não devia ser cruel ao ponto de enfear a cidade berço de tanta gente ilustre.
Os conterrâneos de boa vontade que criaram raízes deviam reagir. Pressionar mesmo a administração pública para que tenha olhos de enxergar o abandono de Montes Claros. Pelo que se sabe, a cidade poderá ser palco de treinamento para participantes da Copa do Mundo. Mas do jeito em que está, corre o risco de causar má impressão.
É por isto e muito mais que sou levado a escarafunchar a vida vivida em Montes Claros para não deixar que os nacos de memória se percam. Montes Claros nem sempre foi assim. E se está assim, imagina o que será da cidade nos anos 2020 / 2030.
O passado da cidade se foi. Ficaram registros. O futuro de Montes Claros está sendo projetado agora, no presente, bem ou mal, mais mal do que bem. Mas quem tem olhos para ver e quer o bem da cidade acha que tempo há de cobrar mais ações nas esferas de governos para assegurar a todos – e, principalmente, às gerações que estão a caminho – uma cidade digna de abrigar dignos seres humanos.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67698
De: José Prates Data: Qua 25/5/2011 10:45:14
Cidade: Rio de Janeiro/RJ
Jacaraci em noite de São João

José Prates

Quando não tenho nada a fazer - o que é raro - sento-me no sofá da sala, com a televisão desligada, fecho os olhos e fico remoendo o passado, uma maneira que encontro para descansar a mente, lhe afastando do agora cheio de problemas. Busco lá no recôndito, as coisas passadas em momentos que me fez feliz naquele tempo, quando, ainda, criança, pouco antes da adolescência chegar com suas novidades. Agora, nestes dias, estamos às vésperas de junho que me lembra as noites alegres de São João que tive na Jacaraci que me viu nascer. Essa lembrança busca no arquivo da memória aquele tempo alegre, trazendo-me à boca o gosto da canjica e do milho assado na fogueira. Era na rua de baixo, onde moravam tio Tone e tia Candida, que a gente brincava à beira da fogueira ou correndo pela rua, soltando “traque”. Na calçada da casa de “seu” Atanásio, as cadeiras que ali colocaram já estavam todas ocupadas pela família recebendo o calor da fogueira que já estava alta. As bombinhas espocavam por todo lado; o céu enchia-se de balão colorido, com fogos de artifício derramando em lagrimas caidas do céu iluminando. Nina, minha prima, colocou disco na vitrola e aumentou o som pra todo mundo ouvir que “é noite de São João e o céu está todo iluminando, pintadinho de balão”. No salão da casa de “seu” Chiquinho David vai ter baile ao som do gramofone. O salão foi todo encerado. Lafontaine vem me chamar para irmos ao largo da Igreja. Minha avó não deixa porque lá estão fazendo guerra de “espada” e é perigoso. Fico sentado na cadeira, perto da fogueira, esperando o milho assar. Vivinha, filha de Dona Dedé, com vestido de chita e chapéu na cabeça, passa com pressa para ir pro baile caipira. Nair, filha de “seu” Aristarco vem me ver e conversamos um pouco, na beira da fogueira. Ela vai embora e eu fico triste. O tempo passa e a gente não vê; o sono chega levando todo mundo pra cama. O dia amanhece e, das fogueiras, só restam cinzas e sabugo de milho, povoando a memória.
Eu fico ali, parado, de olhos fechados sem querer trazer a mente para o agora cheio de compromissos que a vida hodierna nos impõe. São João está chegando, menos de um mês, mas, ninguém vai ver fogueiras nem meninos correndo nas ruas soltando bombinhas. A vida moderna com todos os seus avanços matou a poesia da vida antiga porque tudo cresceu sem deixar lugar para o romantismo de um povo sem pressa de chegar. Não sei, mas, Jacaraci, a minha Jacaraci, não pode ser aquela. Cresceu, naturalmente, e as fogueiras são, apenas, lembrança que não morrem naqueles que as viveram e ainda estão em vida. Quantos são eles que ainda existem? Sei não. Poucos, eu acho. Tudo bem. O tempo passou, a mente descansou no passado. Vamos voltar ao agora. O computador nos espera.
Ah... ia me esquecendo: alguém que ler esta crônica e conhecer o Jacaraci de agora, por favor, mande-me dizer como ela está. Obrigado.

(José Prates, 84 anos, é jornalista e Oficial da Marinha Mercante. Como tal percorreu os cinco continentes em 20 anos embarcado. Residiu em Montes Claros, de 1945 a 1958, quando foi removido para o Rio de Janeiro, onde reside com a familia. É funcionário ativo da Vale do Rio Doce, estando atualmente cedido ao Sindicato dos Oficiais da Marinha Mercante, onde é um dos diretores)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67697
De: Flávia Data: Qua 25/5/2011 10:27:03
Cidade: Montes Claros
Tradução da mensagem 67692 Olá. Nós somos francêses e vivemos em Montes Claros entre os anos de 1976 e 1981. Saudamos todos aqueles que conhecemos e que não se esqueceram de nós. Nós estamos querendo entrar em contacto com Lucia Manos Salvado Lopez que mudou-se para São Paulo há vários anos. Talvez alguém aqui se lembra dela e continua a ter contato . Nós gostaríamos de encontrá-la. Obrigado por nos dar noticias. Saudações.Alain e Odile
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67696
De: Otempo Data: Qua 25/5/2011 10:00:57
Cidade: Belo Horizonte / Mg
Trânsito será interditado em ponte da BR-135, em Joaquim Felício, nesta quarta-feira - Tabata Martins - Atenção motoristas! De 12h às 16h da tarde desta quarta-feira (25), um trecho da BR-135, em Joaquim Felício, na região Central de Minas Gerais, será interditado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a interdição é motivada pela realização de obras na ponte sobre o Rio Gameleira, na altura do km 464,8. Aqueles que tiveram que passar pelo local, sentido Belo Horizonte/ Montes Claros, terão que optar por um itinerário alternativo: O motorista deve passar pela BR-135 até Corinto, pegar a BR-496 até Várzea da Palma, seguir sentido Pirapora e, por fim, trafegar pela BR-365 até Montes Claros.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67695
De: Tânia Mara Data: Qua 25/5/2011 09:02:13
Cidade: Montes Claros
Alguém poderia traduzir a mensagem nº 67692 ???
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67694
De: Vicente Data: Qua 25/5/2011 07:57:17
Cidade: Montes Claros
O ex-vereador Ademar Bicalho é apontado como dono do restaurante que começou a ser montado acima da estrutura do Shopping Popular, no terraço. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67693
De: Carlos Data: Ter 24/5/2011 21:54:43
Cidade: M. Claros
Tiroteio agora a pouco no Major Prates, há boatos de que uma pessoa morreu.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67692
De: Alain et Odile PACIAGA Data: Qua 25/5/2011 06:59:06
Cidade: CHALLANS  País: FRANCE
E-mail: ap.conseil@wanadoo.fr
Bonjour. Nous ommes français et avons vécus à Montes Claros entre 1976 et 1981. Nous saluons tous ceux que nous avons connus et qui se rappellent de nous. Nous recherchons à entrer en contact avec Lucia Salvado Manosa Lopez qui a démenagé à Sao Paulo il y a déjà plusieurs années. Quelqu`un se souvient peut-être d`elle et continue à avoir des contacts. Nous aimerions pouvoir la retrouver. Merci de nous donner des nouvelles.Salutations
Alain et Odile
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67691
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Qua 25/5/2011 07:48:09
Cidade: Montes Claros/MG
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

25 de maio

1905 — Chega a Montes Claros o terceiro sacerdote premonstratense belga, cônego Benolt Maussem, mais conhecido por padre Bento.
1919 — Às 20 horas, no centro da praça Dr. Chaves, em Montes Claros, à frente de numerosa assistência, é assentada a pedra fundamental do coreto que lá existiu até a construção do jardim, quando então foi demolido.
A iniciativa partiu do cap. José Augusto de Castro e a construção foi executada por meio de subscrição popular.
- Nasce em Porteirinha, Minas o dr. Aflio Mendes de Aguiar, filho de José Mendes de Aguiar e dona Cipriana Mendes da Silva. Fêz o curso primário em Belo Horizonte, o secundário, em Juiz de Fora, diplomando-se
em 1947 pela Faculdade de Ciências Médicas do Distrito Federal. Tem exercido os seguintes cargos: Presidente do Rotary Clube de Montes Claros; da Cooperativa do DNOCS; médico da Santa Casa, do Orfanato de N. S. do Perpétuo Socorro, do Circulo Operário e da União Operária e Patriótica de Patriótica de Montes Claros; Diretor do Hospital Pedro de Alcântara, por três anos; vereador à Câmara Municipal de Montes Claros e suplente de Deputado à Assembléia Legislativa do Estado de Minas; professor do Colégio Imaculada Conceição e do Instituto Norte Mineiro de Educação, desta cidade. E’ médico-sanitarista do Estado de Minas, do SAMDU, e Chefe do Serviço Médico do DNOCS, contratado por doze anos.
1944 - As duas horas da madrugada, chega a Montes Claros a composição especial da E. F. Central do Brasil que conduz o Governador Benedito Valadares e sua comitiva.
- O Governador Benedito Valadares inaugura, na cidade de Montes Claros, a Praça de Esportes, situada no prado Oswaldo Cruz; a Fundação Dr. Antônio Teixeira de Carvalho, à rua Dr. Velloso; o Orfanato
N. S. do Perpétuo Socorro; a Central Hidro-Elétrica de Santa Marta e a Estação Rádio Telefônica do Estado. A primeira ligação desta foi feita pelo escritor Ciro dos Anjos , Presidente do Conselho Administrativo do Estado de Minas, para o dr. João de Quadros, Oficial de Gabinete do Governador Benedito Valadadares, em Belo Horizonte.
Às 21 horas, tiveram lugar o banquete e a recepção, oferecidos ao Governador do Estado, no Clube Montes Claros, seguindo-se o baile. Tôdas as solenidades foram abrilhantadas pela banda de música do 3.° Batalhão de Diamantina.
A usina de Santa Marta, ora inaugurada, está localizada na Cachoeira de Santa Marta, formada pelo rio Ticororó, no município de Grão Mogol, distrito da sede. O desnível aproveitável é de 68,5 metros. Dêste, foi aproveitada a queda livre de 66,4 metros. Mas o aproveitamento total da capacidade da cachoeira é de 1.500 HP, em duas unidades de 750 HP. A linha de transmissão mede 61 quilômetros, havendo também uma linha telefônica.
1951 – Falece, no Rio de Janeiro, o dr. Demósthenes Rockert. Diplomou-se em engenharia civil, em sua cidade natal, mas, quando ainda estudante, em 1914, foi admitido como auxiliar de Desenhista, com exercício na Secção Técnica da Linha. Em princípios de 1916, serviu como Auxiliar Técnico na construção do ramal de Paraopeba onde permaneceu até 1919, sendo designado para ocupar as funções de Ajudante-Residente. Dali recebeu ordens para fazer o estudo de revisão das medições e classificações da construção do ramal de Mariana a Ponte Nova. Em 1920, foi designado para dirigir os serviços de construção da ponte de Pirapora, sôbre o rio São Francisco. Nesta cidade, consorciou-se com dona Diva Nascimento. Serviu, três anos e meio, na direção da grande ponte que mede cerca de 850 metros de extensão, tendo sido, na sua conclusão, elogiado pelos drs. Assís Ribeiro e Pires e Albuquerque. Em março de 1920, foi nomeado Residente da construção. Com a chefia da construção da ponte acumulou, sem remuneração, as funções de Engenheiro-Residente da 1ª Residência, para a qual foi designado em agôsto de 1920, servindo até maio 1923. Durante êste período, sem acréscimo de vencimentos, chefiou a construção do ramal de Montes Claros, no trecho entre Buenópolis e Bocaiúva. Em setembro daquele ano, foi incluído no quadro efetivo dos engenheiros da Central do Brasil, da 5ª Divisão (hoje 3.ª). Em maio de 1923 foi, transferido para a 4.a Residência, com sede em Mariano Procópio, acumulando, nessa ocasião, sem remuneração, as funções de Engenheiro-Residente e Chefe da construção do ramal de Lima Duarte. Em 1924 foi designado, na categoria de Ajudante de Construção, para chefiar o ramal de Mariaia a Ponte Nova, cujos serviços foram atacados com intensidade, numa extensão de cêrca de cem quilômetros, entre Lavras Velhas e Ponte Nova. Em janeiro de 1925 assumiu a direção da Rêde Viação Cearense, nomeado em 1924. Cêrca de dois anos, dirigiu aquela estrada, exonerando—se em 1926. Nestes dois anos entregou ao tráfego cêrca de 150 quilômetros de novas linhas, tendo prolongado a Rêde, de Baturité à cidade do Crato, numa extensão de 60 quilômetros, por dentro do Estado da Paraíba. Em 1926 apresentou-se novamente à Central do Brasil, sendo-lhe entregue a direção dos serviços do tráfegco do R. de São Paulo, cargo em que permaneceu até fim de maio, quando foi designado para assumir as funçoes de Subdiretor da 5ªDivisão. Em agôsto de 1928 foi nomeado para o cargo efetivo de Ajudante da Locomoção. Em setembro de 1926, foi eleito pela Assembléia de Acionistas Diretor-Presidente do Lloyd Brasileiro, cargo que assumiu para cumprir ordem do Govêrno, demorando-se naquelas funções por quatro meses. Voltou à Central do Brasil em março de 1929, reassumindo as funções de Subdiretor da 5ª Divisão.
Em 1931 foi dispensado do serviço, com tôda a direção da Central do Brasil, na época da revolução. A 23 de julho de 1934, foi readmitido e nomeado Chefe de Divisão em 1935. Em 1936, era designado para exercer a fiscalização da fábrica de trilhos. Foi transferido para Montes Claros a 2 de outubro de 1941, como Chefe da Comissão de Construção do prolongamento da linha férrea de Montes Claros a Monte Azul. O que foi essa realização, acha-se sucintamente descrito neste livro, na data de 14 de novembro de 1950, quando chegaram a Montes Claros as altas autoridades da E. F. Central do Brasil, para a inauguração da Estação de Monte Azul.
Quando Chefe da Comissão de Construção, foi nomeado Prefeito Municipal de Montes Claros, cargo de que tomou posse a 5 de janeiro de 1947, exercendo-o até 9 de abril do mesmo ano, ocasião em que teve de deixar as referidas funções devido a injunções políticas que, como sempre acontece, na maior parte das vêzes, prejudicam a coletividade. Mas não só como Prefeito, como também na chefia da Comissão de Construção, e durante todo o período de sua permanência na cidade, prestou êle numerosos serviços a Montes Claros. Higienizou até então imundo Mercado Municipal; auxiliou o Instituto Dr. Antônio Teixeira de Carvalho, doando toda a quantidade de cimento e pedras necessários à sua construção; levantou um grande rancho para tropeiros e roceiros que ali quisessem deixar os seus animais, próximo à rua Ruy Barbosa; reconstruiu a Capela do Morrinho, então em ruína; auxiliou melhoramento da Casa das Pobres; fêz o estúdio da ZYD — 7; instalou o Grupo Escolar Dr. Carlos Versiani, depois de haver remodelado o prédio a fim de que ficasse adaptado para aquela finalidade; realizou um serviço de indiscutível necessidade, de tal vulto, que nenhuma administração até então se animara a enfrentar, tal a da aterragem e respectiva canalização da barroca do Modesto, possibilitando a continuação das ruas Pedro Segundo, Carlos Pereira e Dom JOão Pimenta, concorrendo assim, para o desenvolvimento de vasta área urbana. Como poderá verificar-se, pelo ligeiro curriculum vitae ora exposto, possivelmente incompleto, não foi o dr. Demósthenes Rockert apenas um engenheiro de competência inegável depositário de encargos da maior responsabilidade, de que se desempenhava com brilhantismo tal, que o faziam alvo de fartos elogios por parte de seus superiores hierárquicos; mas também o cidadão útil, de grande coração, cujos sentimentos de humanidade se faziam sentir onde dêles necessitassem. Durante a sua estada na cidade, não só como Chefe do Executivo, mas em tôdas as ocasiões em que se lhe apresentasse oportunidade, beneficiou-a largamente, com obras valiosíssimas de âmbito filantrópico e social, empregando, para realizá-las, os recursos de que na época dispunha. O dr. Demósthenes Rockert foi, assim, um grande amigo de Montes Claros, tanto quanto os que mais o foram. E isto deve ser reconhecido e proclamado em alto e bom som, sem qualquer restrição — e não emitido em palavras mastigadas, em frases capciosas, onde se notam concessões difíceis à sua proveitosa atuação em benefício da cidade, procedimento este que em nada dignifica o sentimento humano que, neste caso, devia ser de franca e profunda gratidão.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67690
De: César Data: Ter 24/5/2011 22:42:18
Cidade: Moc
O generoso coração do Padre Henrique Munaiz está ainda maior: os médicos acabam de equipá-lo com um marca passo. É impossível que funcione melhor do que nos últimos 50 anos, integralmente dedicados à sua Montes Claros. É muito provavelmente a pessoa mais querida entre todas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67689
De: Norberto F. Prates Data: Ter 24/5/2011 12:37:55
Cidade: Montes Claros  País: BRASIL
Gostaria apenas de dizer que RATIFICO INTEGRALMENTE a mensagem nº 67.686, postada por Júlio nesta data.Estamos a cada dia mais presos e desarmados e os delinquentes mais soltos e armados.Difícil achar um sítio ou fazenda na região que não foi assaltado. Os moradores, em alguns casos, tem retirados até mesmos facões. As antigas polveiras, centenárias, foram todas apreendidas. Mas não houve a contra partida. Não existe nenhuma segurança. O Estado não faz a sua parte.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67688
De: Luiz Ortiga Data: Ter 24/5/2011 12:35:40
Cidade: Brasília/DF
E-mail: luizortiga@gmail.com
O "Efemédides" de hoje, relembra o falecimento do sr. Armenio Velloso. O sr.Armenio, além de ser um pioneiro pelo fato de criar um correio particular para atender as cidades em que os seus caminhões chegavam, não considerando o seu armazém que era o Armazém 13, sem qualquer supertição, foi o encarregado, pelo governo federal, de distribuir o sal de cozinha, o conhecido NACL, durante a 2ª guerra mundial aqui em Montes Claros. O sal de cozinha era racionado ao extremo. As costas brasileiras eram evitadas, em razão do afundamento de vários navios e consequentemente, a produção de sal era mínima, tendo que ser determinado o sistma de cotas de sal para cada familia. Havia um cartão de controle e tudo era levado com muita seriedade.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67687
De: Hoje em Dia Data: Ter 24/5/2011 11:09:56
Cidade: Belo Horizonte / Mg
Bandidos levam R$ 800 mil de casa de Montes Claros - Girleno Alencar - Um arrombamento milionário registrado em Montes Claros, no Norte de Minas, está intrigando a polícia. Os responsáveis pelo crime levaram aproximadamente R$ 800 mil em joias, dinheiro e outros materiais, mas sem deixar nenhum rastro. As vítimas são o casal Carlos Murilo Ferreira Pimenta de Carvalho e Maria Thereza Mendonça Silva Moura. O roubo teria acontecido no último sábado (21), mas foi descoberto somente na noite de domingo (22). O casal tinha viajado com toda a família na sexta-feira (20) e retornou no domingo. A residência arrombada fica no Bairro Ibituruna, o mais rico da cidade, e conta com forte sistema de segurança, como cercas de arame farpado e câmeras de vigilância. O autor do crime entrou pelos fundos da casa, sem deixar nenhum sinal e nem mesmo pegadas no muro, cortou a cerca e desligou as câmeras de vigilância. Ele foi direto para o quarto do casal, onde estava o cofre. Foram levados US$ 56 mil e mil euros, 30 anéis de ouro, três colares de ouro, um colar estimado em R$ 30 mil, conjunto variado de ouro, 20 pares de óculos de marcas variadas, como Prada e Dior, 14 bolsas de modelos diversos, um aparelho de televisão de 42 polegadas, um DVD, vários pares de sapatos e peças íntimas.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67686
De: Júlio Data: Ter 24/5/2011 10:45:29
Cidade: Montes Claros
Em Belo Horizonte a polícia está investindo contra as patrulhas particulares de rondas noturnas. São moradores que se cotizaram para vigiar determinada rua, determinado quarteirão. Foi a solução achada, há muitos anos, para diminuir a insegurança geral. Agora, a polícia está combatendo estas rondas, dizendo que se trata de "usurpação de função pública". ´E fato, é real, verdadeiro: a função de segurança pública é do Estado. Contudo, o Estado não cumpre a sua parte, pela qual tem o direito de cobrar impostos de todos. E ainda desarma a população, que fica cada dia mais à mercê dos assaltantes e criminosos de todo tipo. A situação é ainda pior na zona rural, onde a polícia prossegue tomando até espingarda polveira dos amedrontados moradores que ainda não mudaram para as cidades, inchadas e corrompidas. Não pode haver mundo pior: estamos à mercé dos bandidos e sem a devida proteção do Estado. Situação inimaginável em países civilizados, como os EUA, onde a famosa segunda emenda à Constituição garante meios à sua população de defender-se adequadamente. O que fazer, vivemos no Brasil ??? (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67685
De: Araújo Data: Ter 24/5/2011 08:36:09
Cidade: Montes Claros
A violência solta nas ruas faz acabrunhar até as montanhas ao redor. E não se vê um ato concreto, efetivo, substancial, para enfrentar e vencer o problema, proteger a população, indefesa e encurralada. (...)Não é o Rio de Janeiro. É Montes Claros.(...) Pela Constituição, a segurança pública é atribuição do Estado de Minas Gerais. E os políticos, em especial os deputados estaduais, são os fiadores deste compromisso, desse contrato social. Se a segurança pública vai mal, e vai muito mal, é incompreensível que os políticos consigam se eleger e reeleger. É preciso que todos tomem consciência que eles - os senhores políticos - é que sustentam esta situação insustentável!!! Quando a população reconhecer neles a causa principal do descalabro esta calamidade testemunhada nas ruas desaparecerá...ou eles desaparecerão.(...) Cabe a cada um de nós fazer sua parte.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67684
De: Estado de Minas Data: Ter 24/5/2011 08:24:18
Cidade: Belo Horizonte/MG
Menino de 10 anos é vítima de guerra do tráfico no Norte de Minas - Luiz Ribeiro - Um menino de 10 anos, morto no último fim de semana, foi mais uma vítima da guerra do tráfico em Montes Claros (Norte de Minas). João Pedro Carvalho Silva, foi assassinado com um tiro na cabeça, sexta-feira à noite, durante um tiroteio entre traficantes que disputam a venda de drogas no Conjunto Cidade Cristo Rei (antigo “Feijão Semeado”). A princípio, foi divulgado que ele foi atingido acidentalmente, quando saiu de casa para comprar pipoca. Mas, nesta segunda-feira, fonte da Polícia Militar revelou que, na verdade, o disparo que matou João Pedro foi intencional. De acordo com a PM, investigações indicam que o garoto pode ter sido por vingança, tendo em vista que ele é sobrinho de um traficante que disputa o comércio de entorpecentes no antigo Feijão Semeado, identificado como “Toninho”. A Polícia Militar prendeu Luis Carlos Gusmão, de 25 anos, o “Luizinho”, identificado como autor do tiro que matou João Pedro. Testemunhas revelaram que “Luizinho” trocou tiros por causa da disputa pelo controle do tráfico no local com um traficante conhecido por “Kika” e outro envolvido, que não foi identificado. Ainda segundo a PM, “Luizinho” é integrante de facção criminosa, ligada a Demóstenes Sostenes Rodrigues Santos, de 27, o Ninha. Já Toninho seria vinculado ao outro grupo, ligado a Valdemir Tavares da Silva Filho, de 31 anos, o Marlboro, que também disputa o controle da venda de drogas no município. Desde 2008, “Malboro” e “Ninha” foram transferidos para a penitenciária de segurança máxima de Catanduvas (PR), mas deixaram seguidores na cidade, que mantêm a “guerra”. Com a morte do garoto João Pedro, subiu para 40 o número de homicídios registrados em Montes Claros neste ano. De acordo com a Policia Civil, 80% dos assassinatos na cidade estão relacionados com a “guerra do tráfico’, que tem o antigo Feijão Semeado como um dos locais da disputa. No início deste mês, o conjunto habitacional chegou a ser ocupado pela Polícia Militar, que fez a apreensão de drogas e armas. Porém, a ocupação durou apenas dois dias. Na semana passada, a prefeitura de Montes Claros anunciou que,como forma de melhorar as condições dos moradores e reduzir a violência, com recursos do Governo Federal, dentro do Programa de Aceleração do Crescimeto (PAC) – da ordem de R$ 23 milhões, vai implantar um projeto de urbanização do Cidade Cristo Rei, que prevê a construção de um conjunto de prédios. Com isso, os becos serão alargados, ganhando a dimensão de ruas, que vão permitir a circulação de veículos e facilitar o serviço de segurança. Nesta segunda-feira, a prefeitura informou que prepara o cadastramento dos moradores e o levantamento demográfico do conglomerado para fazer a intervenção no Cidade Cristo Rei. Segundo o diretor de Habitação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, José Geraldo Cardoso,o levantamento contará com a participação de sociólogos, psicólogos e assistentes sociais. Conforme o projeto da prefeitura, serão construídos 22 blocos de apartamentos (16 por prédio de 4 andares) com 416 unidades habitacionais de dois quartos, sala, copa/cozinha, banho social e área de serviço, a serem doadas aos moradores cadastrados, sem custo.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67683
De: Flávio Data: Ter 24/5/2011 08:19:35
Cidade: Moc
Está mesmo fria a noite montesclarina. Mas a meteorologia já diz que isto é passageiro. Aliás, há alguns anos maio é mais frio até que junho, entre as montanhas locais. Diacho! E a umidade do ar dá para descer abaixo dos 30 por cento. A sorte é que o nosso belo sol, nossa bela natureza, aí estão - a nos esperar. E as nuvens a nos proteger, quando vêm. Soube que elas, à noite, funcionam como um cobertor da cidade, retendo o calor das manhãs e das tardes, para o trânsito frio da noite. Digo trânsito, não tráfego. Deus esteja.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67682
De: M. Luiza Chaves Data: Ter 24/5/2011 08:04:42
Cidade: M. Claros
Ucho, Obrigada por nos presentear com suas deliciosas crônicas. A do Irineu, me emocionou. A da Aula de Dicção me fez rolar de rir (especialmene porque imaginei um José que conheço, chupando o dedo!) Excelente !
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67681
De: Efemérides - Nelson Vianna Data: Ter 24/5/2011 07:38:03
Cidade: Montes Claros/MG
(Durante anos, o escritor e agrimensor Nelson Vianna, nascido em Curvelo e apaixonado por M. Claros, desde que aqui chegou, pesquisou a história da cidade. Foi a arquivos, jornais, revistas e livros, entrevistou pessoas, vasculhou correspondências – enfim, buscou em toda parte fontes que permitissem levantar a história do município de M. Claros. Conseguiu. Processou sua longa procura e publicou "Efemérides Montesclarenses", que cobrem o período de 1707 a 1962, revelando o que - neste período - aconteceu de mais importantes no cotidiano de nossas vidas. Nelson Vianna, apaixonado por M. Claros, reconhecido ao historiador Hermes de Paula, mais novo do que ele, mas seu auxiliar no trabalho, prestou - prestaram os dois, é preciso gritar isto - uma das mais notáveis contribuições à civilização dita montesclarina. Morreu sem ostentar riqueza material, mas o seu legado espiritual cresce a cada dia, embora ainda não seja suficientemente reverenciado. O tempo, sempre ele, também fará esta reparação. Republicar a resenha histórica pacientemente ajuntada pode ser um começo. Pelo calendário do dia, sairá publicado aqui, desde este 12 de janeiro de 2011, o que ele conseguiu desvendar no vasto tempo de 255 anos - entre 1707 e 1962, de uma Montes Claros nascente, criança e juvenil. Ajudará a cidade a se localizar. Talvez, a se achar. E haverá sempre um preito de gratidão a estes dois - Nelson Vianna e Hermes de Paula, e a muitos outros que, no silêncio, onde Deus fala aos Homens, recolhem o aplauso geral):

24 de maio

1839 – Custódio Francisco Paraíso presta juramento e toma posse do cargo de Procurador da Câmara Municipal de Montes Claros de Formigas.
1864 — Apresentando Pedro José Marques como seu fiador, presta juramento e toma posse perante e o Presidente da Câmara, do cargo de Coletor das Rendas Provinciais e Municipais de Montes Claros, o cidadão Vicente dos Santos Pereira, tendo como Escrivão João Camilo Borges.
1907 — Falece o tte. cel. Christino Cardoso de Faria, aos 40 anos de idade. Nasceu em Rio Pardo, Minas, filho de Antônio Cardoso de Faria e dona Antônia Antunes de Faria. Era comerciante em Montes Claros e
casado com dona Elvina Perpétua de Faria.
1917 — E’ fundada a Linha de Tiro “Montes Claros”, nesta cidade, tendo como seu primeiro Presidente o dr. José Tomás de Oliveira.
1928 — Falece em sua fazenda Santa Fé, no município de Montes Claros, o cap. Hiilário Rodrigues da Fonseca. Era casado com dona Tertuliana Fonseca.
1957 — Pela lei municipal n.° 365, fica autorizada a construção de uma Capela, no Cemitério Municipal de Montes Claros.
— Pela lei municipal n.° 366, é criado o Museu Histórico de Montes Claros, ficando aberta no orçamento vigente uma verba especial, inicial, de 200.000 cruzeiros a referida finalidade.
— Iniciam-se os trabalhos da extinção dos focos produtores de culex, larva geradora dos pernilongos. O trabalho é executado por funcionários do Serviço de Endemias Rurais, sob a direção de Jacintho
Ramon, Guarda-Chefe geral.
1960 — Falece, no Rio de Janeiro, Armênio Velloso, aos 67 anos de idade. Nasceu em Montes Claros, filha de Manoel José Velloso e dona Gertrudes Velloso. Foi Escrivão de Paz no distrito de Miralta e depois viajante comercial no Norte de Minas. Abandonando esta última profissão, tornou-se fazendeiro. Em 1934 fundou a primeira emprêsa rodoviária de transportes de passageiros e cargas, em Montes Claros, tendo a entidade a sigla AV. Criou correio particular para Taiobeiras, Pedra Azul, Jequitinhonha e Almenara. Recebia correspondência de todo o País através de sua emprêsa e a entregava aos destinatários, até que o D.C.T. passou a atuar na região. Em 1932 já era comerciante, dono do Armazém 13, em Montes Claros. mantendo a venda de automóveis e de caminhões.
Foi vereador à Câmara Municipal de Montes Claros e auxiliou diversas obras, como a Praça de Esporte, Instituto Norte Mineiro de Educação, etc. Pertencendo, em certa época, ao Partido Integralista, chefiou-o no municipio de Montes Claros, fundando o órgão de sua propaganda, “O Brasil”, periódico que deu o seu primeiro número a 30 de janeiro de 1937, circulou por algum tempo. Casou-se com dona
Isméria Velloso Brant, a 5 de maio de 1917.
1961 — Falece Augusto de Andrade. Nasceu em Montes Claros a 14 de fevereiro de 1898, filho de João Augusto de Andrade e dona Maria Senhorinha de Andrade. Casou-se, em 1919, com dona Leodina Fagundes de Andrade e foi fazendeiro no município de Montes Claros.
1962 — Chega a Montes Claros o Governador Magalhães Pinto, a fim de presidir o ato de encerramento da 4ª Exposição Agro-Pecuária e Industrial de Montes Claros. Instalando provisoriamente nesta cidade o Govêrno do Estado de Minas, assinou os seguintes decretos criação de Delegacia de Trânsito; instalação de um Destacamento de Corpo de Bombeiros; asfaltamento da avenida que dá acesso ao Aeroporto; remessa de móveis para o Fórum local; elaboração de planos para a instalação de fábrica de rações balanceadas; início da construção da sede do 10º B. I.; ordem aos Bancos do Estado e Caixa Econômica para maior financiamento ao pequeno produtor; sanção da lei que cria a Universidade Norte Mineira; reparos na Cadeia local; aprovação das concorrências para conclusão da rodovia B. R. 3; criação do Grupo Escolar prof. João de Freitas Neto; reforma e ampliação nos atuais prédios escolares da cidade; autorização do início da construção do nôvo prédio da Escola Normal; entrega de dois motores de energia elétrica para serem instalados em distritos da cidade; autorização para entendimentos entre a Secretaria da Agricultura e a CAMIG para a compra de reprodutores; criação da Comissão Executiva para elaborar plano para instalação da Cidade Industrial; assinatura de convénio entre a SUDENE e o Govêrno para os serviços de calçamento, água e esgôto da cidade; elaboração de planos para a instalação de um Frigorífico e nomeação de 59 novas professôras primárias.
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Mensagem N° 67680
De: Prefeitura Data: Seg 23/5/2011 16:44:25
Cidade: Montes Claros/MG
(....) a Prefeitura de Montes Claros irá repassar, até o quinto dia útil de cada mês, as parcelas do convênio firmado entre o município e as instituições. (...)Nesta segunda-feira, dia 23, foi paga a primeira parcela aos representantes dos hospitais Santa Casa e Aroldo Tourinho, no valor de R$ 1 milhão e 440 mil, cada, totalizando R$ 2 milhões e 880 mil. (...)O prefeito Luiz Tadeu Leite destacou que o montante será depositado, rigorosamente, todos meses, até o quinto dia útil, nas contas bancárias das instituições. (...)
Receba Notícias por E-mail Imprimir Envie esta notícia a um amigo Aprimore esta informação, complete-aAprimore esta informação, complete-a Link:

Página Anterior >>>

Abra aqui as mensagens anteriores:


Voltar à Página Inicial

 






Um olhar de Montes Claros sobre o que é notícia em toda parte
Uma janela para Montes Claros


Clique e acesse nosso Twitter
Siga o montesclaros.com


Últimas Notícias

27/11/14 - 7h
Com a Copa do Brasil, Atlético quebra jejum e conquista 1º título nacional desde 1971


26/11/14 - 20h57
Fraude contra o Enem, ramificações em M. Claros: "O grupo utilizava um moderno sistema de transmissão de dados, importado da China, além de micropontos eletrônicos que eram colocados na orelha dos candidatos"

26/11/14 - 18h02
7,6 trilhões de dólares da riqueza mundial estão em paraísos fiscais – revela estudo

26/11/14 - 17h
Levir Culpi acredita que Atlético terá de fazer jogo “épico” hoje para levar título da Copa do Brasil

26/11/14 - 16h00
Goleiro Bruno voltou ontem de Francisco Sá para Contagem, depois de esgotada a estratégia de, condenado por assassinato, retornar ao futebol - no caso, em M. Claros

26/11/14 - 16h
Moreno valoriza malandragem em decisão da Copa do Brasil contra o Atlético

26/11/14 - 15h
Manchetes dos jornais: “Governo prepara volta de tributo de combustíveis” - “Levy se reúne com Dilma e prepara pacote fiscal”

26/11/14 - 14h
Teto das aposentadorias do INSS deve subir para 4.673 reais em janeiro

26/11/14 - 13h
Atleticanos jogam purpurina rosa no entorno do Mineirão em resposta ao milho despejado no Horto

26/11/14 - 12h17
Coluna da revista Veja confirma que os dois médicos cubanos desaparecidos em Montes Claros fugiram mesmo para os Estados Unidos

26/11/14 - 12h
Minas lidera ranking de exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais

26/11/14 - 11h03
Assaltantes na Avenida Ovídio de Abreu exigem chave de escritório e trancam vigilante de posto de gasolina na cozinha

26/11/14 - 10h46
"...voltamos mais de 5 km, percorremos a pé com lanterna e não a encontramos. Estamos desesperados e solicitamos, por gentileza, que os senhores anunciem, caso alguém a tenha visto, viva ou morta, por favor nos fale. Não estamos suportando a angústia"

26/11/14 - 10h15
"Faleceu hoje o lendário João Silva Prates, o Zim Bolão. Durante décadas, manteve o Bar do Zim Bolão, na Rua Simeão Ribeiro, para aonde acorriam cronistas do cotidiano para saber da última ou comentar o passado, o presente e o futuro"

26/11/14 - 10h
Vidente volta atrás e diz que avião não vai mais cair, depois que a empresa substituiu o aparelho

26/11/14 - 9h
Choveu 10mm ontem em M. Claros e dia segue nublado, com previsão de mais 9 milímetros, hoje

26/11/14 - 8h
Tremor de 4,6 graus agora ocorre no Amazonas, na divisa do Acre, fronteira com o Peru

26/11/14 - 7h
Lei que dá alívio de 500 bilhões a estados e municípios está em vigor


25/11/14 - 18h
Justiça Desportiva vai investigar denúncia de Felipão de que G-4 do Brasileirão é carta marcada

25/11/14 - 17h
OCDE aponta modesta recuperação da economia do Brasil. Deve crescer 0,3% em 2014

25/11/14 - 16h
Manchetes dos jornais: “Fraude em vestibulares sustentava vida de luxos” - “Corrupção na Petrobras teve até recibo de propina” - “Nordeste já enfrenta a pior seca em 60 anos”

25/11/14 - 15h
Brasil enfrentará Colômbia, Peru e Venezuela na fase de grupos da Copa América

25/11/14 - 14h
Ligação de celular no Brasil está entre as mais caras do mundo – divulga União Internacional de Telecomunicações

25/11/14 - 13h
Pela meteorologia, há 72% de chances de chover 17 milímetros, hoje, em M. Claros. Ontem, choveu só 5mm

25/11/14 - 12h
Em rua perto do Parque de Exposições, às 4h30m da tarde, homem entrega moto e malote sob ameaça de revólver

25/11/14 - 11h
Dois pistoleiros chegam de bicicleta e matam rapaz de 17 anos que estava com a namorada

25/11/14 - 10h
Indenização pela morte do cantor João Paulo, em 1997, agora é reduzida. Nova sentença entende que ele também teve culpa

25/11/14 - 9h30
Concurso de 600 vagas para agente da Polícia Federal é retomado e prova será dia 21 de dezembro

25/11/14 - 8h
Cruzeiro entra com recurso e só aceita entregar ingresso para torcedor do Atlético por mil reais. Judiciário nega

25/11/14 - 7h
Pelé volta a ser internado em S. Paulo, agora com infecção urinária


24/11/14 - 18h08
Cruzeiro iguala São Paulo como "soberano" em pontos corridos no Brasileirão

24/11/14 - 17h
Técnico do Atlético mira decisão da Copa do Brasil e só se preocupa com o Galo

24/11/14 - 16h
89% dos brasileiros acham escola pública violenta. Agressão verbal e física são os tipos de violência mais relatados

24/11/14 - 15h
Manchetes dos jornais: “O Brasil azulou - Cruzeiro conquista o tetra com duas rodadas de antecedência” - “EUA ameaçam com cadeia envolvidos em corrupção” - “Quem começou a contribuir tarde pode aumentar a aposentadoria”

24/11/14 - 14h
Brasil cai 4 posições e fica em 52º em ranking global de talentos

24/11/14 - 13h
Com rosto encoberto, ladrões amarram vigilante, assaltam cooperativa e tentam levar carros

24/11/14 - 12h
Supremo barra cobrança antecipada de ITBI. Decisão não cabe recurso

24/11/14 - 11h
Dia começa com chuvinha em M. Claros. Há 60% de chances de chover 10 milímetros hoje e 3mm amanhã

24/11/14 - 10h
Batida entre carro e caminhão mata mulher motorista perto de Francisco Sá, durante chuva

24/11/14 - 9h
Aposentado de 1 salário mínimo receberá a segunda parcela do 13º a partir de hoje

24/11/14 - 8h
Imprensa internacional repercute o 4º título do Brasileirão conquistado pelo Cruzeiro

24/11/14 - 7h
Brasil é o 11° país mais inseguro do mundo. Veja a lista dos 30 mais perigosos – segundo Índice de Progresso Social


22/11/14 - 18h
Mesmo perdendo ou empatando com o Goiás, Cruzeiro pode confirmar amanhã 2º título seguido do Brasileirão

22/11/14 - 17h
Técnico confirma time reserva do Atlético, no jogo de hoje, às 19h30m, contra o Internacional. A 98 FM vai transmitir

22/11/14 - 16h
Em rodada que o Cruzeiro pode ser campeão, Brasileirão tem dois jogos hoje e 8 amanhã

22/11/14 - 15h
Manchetes dos jornais: “Planalto vaza nomes, Bolsa sobe, mas Dilma não confirma” - “Deputados pressionam governo com aumento para aposentados” - “13º de aposentados injeta R$ 15 bilhões na economia”

22/11/14 - 14h
Meteorologia prevê 3 milímetros de chuva hoje, 5mm amanhã, 2 segunda, 8 terça e 10, quarta, em M. Claros

22/11/14 - 13h04
Concurso da Unimontes recebe 4.503 inscrições para 637 cargos de professor. Provas começarão dia 10 de dezembro

22/11/14 - 12h
Mega-Sena paga hoje 135 milhões de reais, o maior prêmio da historia dos concursos regulares. (E os nºs sorteados foram 07 - 24 - 28 - 46 - 53 - 56. Dois ganharam)

22/11/14 - 11h
14 mil estudantes farão provas do PAES, neste domingo, em M. Claros e em outras 12 cidades

22/11/14 - 10h
Os assaltos - do carro Polo ao ladrão que entrou em casa e foi dominado

22/11/14 - 9h
Justiça Desportiva acata pedido do Atlético e obriga Cruzeiro a ceder 10% dos ingressos da final

22/11/14 - 8h
Homem de 57 anos, condenado à morte por homicídio, é declarado inocente e libertado - após 39 anos na cadeia

22/11/14 - 7h
Vacinação contra poliomielite (dos 6 meses a 5 anos) será hoje, das 8h às 3 da tarde


21/11/14 - 18h
Por Ronaldinho, time africano muda de nome e vira Clube Atlético Mineiro

21/11/14 - 17h
Ter casamento ruim pode aumentar o risco de desenvolver problemas cardíacos – conclui pesquisa

21/11/14 - 16h
Cruzeiro terá, pelo menos, dois desfalques para jogo contra o Goiás

21/11/14 - 15h
Estudo mostra que obesidade já custa ao Brasil 110 bilhões de reais

21/11/14 - 14h
Manchetes dos jornais: “Economia fraca e dólar forte derrubam lucros” - “Segurado já pode consultar segunda parcela do 13º do INSS”

21/11/14 - 13h
Previsão é de 2 milímetros de chuva hoje, 2mm amanhã, 2mm domingo, 10 segunda e 10 terça em M. Claros

21/11/14 - 12h06
"Na batalha de Montes Claros, (...), o exército português alinhou cerca de 20 mil homens, enquanto os castelhanos avançaram com mais de 25 mil"

21/11/14 - 12h
Com carga reduzida, Atlético pode ter apenas 923 ingressos em final da Copa do Brasil

21/11/14 - 11h53
"...avistaram os dois touros que foram descritos como os de rodeio, por não terem chifre, e que teriam fugido de um caminhão que os transportava (...). Os militares desta cidade chegaram com fuzis 556 e descarregaram as armas nos touros, que ainda assim não caíram. Até que, com uma pistola mais precisa, um policial conseguiu..."

21/11/14 - 11h02
União suspende 3.279 aposentadorias e pensões de servidores públicos que não se recadastraram

21/11/14 - 10h03
Vidente sonha com acidente, registra fato em cartório e TAM altera n° de voo de S. Paulo para Brasília na próxima 4ª feira

21/11/14 - 9h
Dez primeiros meses de 2014 foram os mais quentes já registrados desde 1880, diz Agência dos EUA

21/11/14 - 8h
Virada sobre o Grêmio deixa o Cruzeiro a uma vitória do título do Brasileirão

21/11/14 - 7h
IPI de carro zero voltará ao que era - dia 1º de janeiro. Para carro popular, alíquota subirá de 3% para 7%


20/11/14 - 13h57
"Uma segunda fase da operação "Curinga" será deflagrada para reprimir possíveis crimes eleitorais. Os investigados responderão, neste primeiro momento, por crimes contra a administração pública, estelionato, formação de quadrilha e falsidade ideológica, dentre outros"


19/11/14 - 18h
Fifa denuncia corrupção nas Copas de 2018 e 2022 à Justiça da Suíça

19/11/14 - 17h
Médicos retiram 104 cápsulas de droga de menina de 11 anos, que seria usada pelo pai como "mula"

19/11/14 - 16h
Brasileirão tem 7 jogos hoje e dois amanhã pela 35ª rodada

19/11/14 - 15h14
Sem ganhador há 6 concursos, Mega-Sena pode pagar 80 milhões de reais hoje à noite

19/11/14 - 14h30
Pelo G-4, Galo defende retrospecto em casa contra o Flamengo no Brasileirão

19/11/14 - 14h
Manchetes dos jornais: “Perdas do FGTS-Petrobras já chegam a 24% com escândalo” - “Polícia diz que PT trocou até Bolsa Família por votos”

19/11/14 - 13h
Há 60% de chances de chover 2 milímetros no feriado de amanhã, 2mm 6ª-feira, 2 sábado e 10 domingo em M. Claros

19/11/14 - 12h
Desemprego em outubro fica em 4,7%, de acordo com o IBGE

19/11/14 - 11h
Dia da Consciência Negra, amanhã, é feriado em 18% dos municípios do Brasil. M. Claros é um deles, desde 2007

19/11/14 - 10h
Enade será no próximo domingo para aluno que está terminando o curso superior

19/11/14 - 9h05
Atlético diz que Cruzeiro quebra regra por ingresso de mil reais e promete recorrer



OUÇA E VEJA A 98 FM
Todos direitos pertecentes a Rádio Montes Claros 98,9 FM. O material desta página
não pode ser publicado, transmitido por broadcasting, reescrito ou distribuído
sem prévia autorização